Sexta-feira, 16 de Maio de 2014

ESCREVER PARA COMUNICAR

Moral – A razão do mais forte (insubmisso) é sempre a melhor.

A criação literária depende muito da imaginação, só que essa imaginação é agregada a diversos fatores presentes na vida do autor. Desde diálogos e relacionamentos, à moral e pensamentos. Portanto, não é “apenas” um simples contar de histórias, totalmente estruturadas de forma coerente e com personagens chamativos, é também um diálogo dentro e fora da obra, de acordo com a experiência de quem a escreve.

Pois é, dentro e fora da obra que pele vestirá o autor? Sabendo-se ele submisso e insubmisso, por natureza!

Por ser assim, sabe-se que ele irá ser tudo menos meio-termo. Irá, ser lobo e cordeiro, essa é a sua natureza. Se conseguir, formará um diálogo imenso entre obra e a realidade. Continuando na relação de dentro e fora da obra, além de indicar o padrão de vida considerado adequado a cada personagem, também indicará a sua hierarquia social, já que os camponeses nas suas obras, quase sempre são apresentados de forme miserável, mesmo assim,uns submissos e outros insubmissos.

A muralha é tida explicitamente como a divisão de dois mundos completamente distintos: o selvagem e o civilizado. Cá está a dupla formação de caráter do autor a impor o desenrolar das cenas. Nada nem ninguém o poderá desviar do enredo da fábula do “Lobo e o Cordeiro”:

“Um cordeiro (submisso) estava a beber água num riacho. O terreno era inclinado e por isso havia uma forte corrente. Quando levantou a cabeça avistou um lobo (insubmisso) também a beber nesse riacho. Como é que você tem a coragem de sujar a água que eu bebo? Disse o lobo, que estava a alguns dias sem comer e procurava algum animal apetitoso para matar a fome.

Senhor – respondeu o cordeiro, não precisa de ficar zangado porque eu não estou sujando nada. Estou a beber a uns vinte passos mais abaixo, é impossível acontecer aquilo que diz. Você agita a água, continuou o lobo ameaçador, e sei que andou a dizer mal de mim no ano passado. Não é verdade, disse o cordeiro. No ano passado ainda não tinha nascido. O lobo pensou um pouco e disse: se não foi você foi o seu irmão, o que dá no mesmo. Eu não tenho irmão disse o cordeiro – sou filho único. Alguém que você conhece, algum outro cordeiro, um pastor ou algum dos cães qur cuidam do rebanho, e é preciso que eu me vingue. Então, ali dentro do riacho, no fundo da floresta, o lobo saltou sobre o cordeiro, agarrou-o com os dentes, e levou-o para comer num lugar mais sossegado.   

publicado por luzdequeijas às 19:21
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. O CONCEITO DE SERVIÇO PÚB...

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

.arquivos

. Fevereiro 2018

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. COSTA V.S MERKEL

. MANHOSICES COM POLVO, POT...

. " Tragédia Indescritível"

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub