Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2010

VIA EXTREMAMENTE DOLOROSA

                  

 

25 Fevereiro 2010 - 00h30

Da Vida Real

Reconstruir

Começa a ser dito, com insistência, o que há muito se antevia. Uma vez mais pela voz do FMI: os países (como o nosso) que não podem desvalorizar a moeda, terão que impor cortes na despesa e aumento de impostos, para colocar as finanças públicas em ordem, num cenário de 10 a 20 anos. No dizer do economista-chefe do FMI, o caminho para o saneamento orçamental, vai ser uma via "extremamente dolorosa". É um cenário que se estende a alguns países da Europa. Isto significa empobrecimento generalizado.
Vamos ter mesmo de crescer, num contexto em que a importância geopolítica e económica da União Europeia está claramente em perda.

O Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC) deveria reflectir essa necessidade de crescimento, o que não é compatível com "sprints" nem pedidos de informação à última hora: O PEC não deveria ser apenas um papel para Bruxelas ver, mas um instrumento para potenciar o nosso crescimento. A coisa já começou mal, pois o Orçamento deveria ter sido um instrumento do PEC, mas este ainda nem finalizado está. A embrulhada e o improviso habituais.

O melhor é do mal fazer bem, das fraquezas forças e como agora se usa dizer, fazer disto uma janela de oportunidade: vamos lá construir a nossa indústria, a nossa agricultura e reestruturar os serviços, que bem precisam. Já agora e ao mesmo tempo, internacionalizar na medida do possível, nos mercados emergentes. Se o País tiver um projecto de desenvolvimento sustentado, o sofrimento colectivo será menor.

É claro que nada disto se faz de um dia para o outro, num País que se transformou num pântano e sobretudo com as disfunções sistémicas que temos e que importa corrigir: das leis mal feitas, sem qualquer avaliação, passando pela hiperburocracia e pela má preparação dos decisores (é no que redunda a politização também de funções técnicas), para já não falar das tentativas de funcionalização da Justiça. A situação é de tal monta que se exige uma solidariedade transversal, em nome de todos nós. Apesar de tudo, há momentos.

O momento que a Madeira e os madeirenses vivem, perante a catástrofe que os assolou, só pode merecer total e transversal solidariedade que palavras não bastam para descrever. Sem reservas.

É altura de empenho colectivo em torno da Região. Temos que nos empenhar no apoio às pessoas e na reconstrução. Saibamos nós pôr o nosso empenho à altura da situação, pessoal e institucionalmente.

PAULA TEIXEIRA DA CRUZ

publicado por luzdequeijas às 12:33
link | comentar | favorito

.Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. O CONCEITO DE SERVIÇO PÚB...

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

.arquivos

. Fevereiro 2018

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. COSTA V.S MERKEL

. MANHOSICES COM POLVO, POT...

. " Tragédia Indescritível"

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub