Quinta-feira, 28 de Janeiro de 2010

"O CHICO-ESPERTISMO" CONTINUA

 

 

Para onde vamos caminhando

 

No auge da crise financeira várias vozes se ergueram a favor da ética e transparência, verberando a ganância e o dinheiro fácil. Agora, que o mundo financeiro estabilizou, não voltámos ao mesmo ponto?

Imagine-se alguém com uma doença grave, motivada por um qualquer hábito errado. Às primeiras melhoras volta à vida anterior. Como lhe chamaríamos? Tonto? Estúpido?

Pois é isto exactamente o que estamos a fazer com a nossa economia. Não só em Portugal, mas por todo o mundo.

A crise começou no sistema financeiro, alargou-se à economia e estabeleceu-se com violência na sociedade, atirando milhões para o desemprego. Mas, para os especuladores, jogadores de bolsa, financiadores a curto prazo, agências de rating, consultores, etc., a crise já passou. Como se pode verificar num artigo de "The Economist" (publicado na pág. 10 do Caderno de Economia do Expresso), as bolsas já subiram 70% em relação ao ano passado e, apesar de não terem atingido ainda o máximo histórico, estima-se que o mercado americano esteja sobrevalorizado em cerca de 50%.

Estes números são aterradores. Indicam que vivemos numa constante bolha provocada por especulação e más práticas onde - o que torna tudo ainda pior - quase todo o risco está do lado dos pagadores de impostos.

Tomemos, como exemplo doméstico, o caso BPN. No auge da crise, o Governo decidiu nacionalizá-lo porque haveria um risco sistémico. Hoje, como então, eu duvido que o dinheiro aplicado no BPN tenha servido para alterar uma única prática errada. O que me é dado ver é que as piores práticas - que, felizmente, a maioria dos grandes bancos a operar em Portugal não seguiram - continuam em muitos sectores e que o dinheiro investido no BPN (que sendo da CGD é de todos) serviu apenas para proteger um modelo gasto e tão vulnerável como se mostrou há quase ano e meio, quando faliu a Lehman Brothers.

Vejamos os factos: quem tinha dinheiro no BPN, auferindo lucros muito maiores do que a média do mercado, continua com o seu dinheiro garantido, agora pela Caixa. Recompensou-se o 'chico-espertismo' (o que podia ter sido um mal menor) sem se criar um único mecanismo visível que impeça a repetição da doença.

Ao contrário do que os bem pensantes do costume querem fazer crer, nada disto tem a ver com ideologias, com liberalismo, neoliberalismo, keynesianismo ou shumpeterismo. Tem apenas a ver com coisas simples e concretas de elementar bom senso. Por exemplo: deve ser permitido o crédito imediato pelo telefone? Devem continuar a ser incentivados os impostos baixos sobre os rendimentos de capital e altos sobre os rendimentos de trabalho? Deve poder dar-se como garantia acções compradas com o empréstimo que elas garantem?

Claro que não se resolvem estes problemas num só país. Mas precisamos de falar deles, se os queremos resolver com urgência.

Texto publicado na edição do Expresso de 16 de Janeiro de 2010

publicado por luzdequeijas às 14:51
link | comentar | favorito

.Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. O CONCEITO DE SERVIÇO PÚB...

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

.arquivos

. Fevereiro 2018

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. COSTA V.S MERKEL

. MANHOSICES COM POLVO, POT...

. " Tragédia Indescritível"

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds