Quarta-feira, 29 de Outubro de 2008

ESTATISTICAS POLITIZADAS

Os três “posts” , atrás publicados, foram escolhidos entre muitos, por nos parecerem muito representativos. Várias conclusões, deles, podemos retirar :

-          As estatísticas, publicadas pelo governo e órgãos oficiais, oferecem pouca credibilidade ! Isto acontece, pela sua interligação, nas variáveis económicas e sociais.
-          São contraditórias. Têm zonas escuras, que permitem ir dizendo o mesmo e o seu contrário.
-     São apresentadas, conforme o interesse político do momento. Por isso se articulam entre si, sem escancarar a sua falsidade!
-          Portugal apresenta o pior rácio, funcionário público/população, da União Europeia! Mesmo desprezando o seu PIB, o que, se considerado, agravaria escandalosamente a situação. Temos somente 17 habitantes cobertos por um único funcionário! A média europeia é de 32 !
-          O facto origina, em muito, a enorme Despesa Pública que temos e o famigerado “ défice”, que consome os portugueses, atolados em impostos para, o pagar!
-          Os partidos do poder, mais os socialistas, presos ao poder e à sua continuidade, fingem que reformam a Função Pública, mas, passam a lado ! Há um ano que pararam ! Não querem perder o poder!
Em boa verdade, a reforma que poderia corrigir o défice, acabado o mandato, não estará feita e a Despesa Pública, quase não diminuiu ! Estamos na mesma ! No tempo do Estado Novo, os funcionários públicos, eram gente saída das escolas e outros que iam ficando por lá, por terem tido dificuldade em encontrar emprego na economia privada. Foi uma solução do Estado Novo, que permitia aos jovens obter o 1.º emprego, ganhar experiência, e sair. Dando lugar a outros ! A vida continuava. Ninguém ficava "pendurado"!
 
A outra solução, é reduzir os efectivos da Função Pública, aumentar a sua qualificação para as novas técnologias e pagar-lhes bem. Esta é, de momento, a melhor solução ! Quer se queira ou não queira.
 
Os funcionários públicos, não podem ser considerados como culpados desta situação. Têm que ser tratados com toda a dignidade. Sem que, a solução deste caso, seja lançá-los no desemprego ou na reforma ! Muito menos, continuar com o actual embuste de, por cada dois funcionários que saírem, entrar um ! Esta é uma forma errada de resolver o problema! Acordem, por favor!
Em termos financeiros, isto deixa tudo na mesma, ou pior ainda ! Porquê ? Facilmente se percebe, que onde havia dois funcionários a trabalhar e a receber o seu ordenado, com a solução encontrada, sempre do lado dos mais idosos, passam a haver três a receber. Dois na reforma e um a trabalhar. O Estado despende três vencimentos, quando anteriormente despendia dois. A sua imputação contabilística, pouco importa ! São despesa pública !
 
Agora avançaremos com uma solução, baseada na saída dos mais novos ! Pelo menos na sua maioria ! Abrem-se a eles, mais oportunidades na via positiva da solução. Até agora, as saídas e as lutas de confronto do governo, foram feitas nas áreas mais técnicas e directamente úteis aos portuguesa ! Saúde ( enfermeiros, médicos ), Educação (professores ), Justiça ( investigação/tribunais) etc. Porquè ? Para obterem maior efeito na sua descridibilização junto da população! Desapoiá-los na sociedade!
A retaguarda da FP, que esconde a mais baixa produtividade e maiores desequilíbrios produtivos, por falta de motivação ou trabalho, e que alberga múltiplas duplicações de funções, não está mexida ! Avançou o trabalho de sapa, de milhares de conceitos legislativos! Úteis, mas é muito pouco! De resto, foram desfazer aquilo que já estava feito e acordado com os sindicatos, pelo governo Anterior! Como é hábito !
 
Na via da melhor e indispensável solução, é fundamental fazer-se um exaustivo levantamento de tarefas inerentes a cada um dos ministérios. Apostar na sua grande especialização/formação e apetrechamento técnico. Detectar tudo o que é trabalho comum a todos os ministérios. Elaborar para estes casos, com financiamento bancário e com garantias estatais, empresas que laborem na linha do “out sourcing” e que possam abarcar estas funções no âmbito geral da Função Pública, em simultâneo com fontes privadas. Estas unidades privadas funcionais, receberiam gente mais jovem, excedentária da FP. Deveria ser feito um apelo aos empresários nacionais, bancos, seguros, construtores civis, etc. etc. para, que cada empresa acolhesse um número acordado de funcionários públicos. Esta atitude, assumiria o carácter de salvação nacional. Com isto todos ganhavam. Haveria mais dinheiro para obras públicas e para a economia!
 
Esta iniciativa era, em tamanho, responsabilidade e custos, muito inferior às garantias dadas pelo governo, no combate à crise internacional. Neste caso, era para a crise nacional! O défice agradeceria.
Feitas bem as contas aos custos envolvidos, tudo se harmonizaria e a saída era plena de dignidade, para todos os portugueses ! Continuar a esconder e mitigar este grave problema ( défice ), só para não perder votos, trará custos muito mais elevadas ao país e a todos os portugueses. Estas soluções aumentariam o desemprego ? Claro. Ele assim como estamos vai disparar! Em Espanha, a taxa de desemprego não chegou quase aos 20% ?

António Reis Luz

publicado por luzdequeijas às 21:14
link | comentar | favorito

.Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. O CONCEITO DE SERVIÇO PÚB...

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

.arquivos

. Fevereiro 2018

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. COSTA V.S MERKEL

. MANHOSICES COM POLVO, POT...

. " Tragédia Indescritível"

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub