Sexta-feira, 30 de Outubro de 2009

VIA LONGITUDINAL NORTE

Sexta-feira, 9 de Maio de 2008

A VLN, o Remendo nas Calças
Umas calças por levarem um remendo não deixam de ser velhas. Tudo isto a propósito da Via Longitudinal Norte, há mais de 10 anos anunciada e sistematicamente adiada, ou quase.
Em boa verdade anda ali pelos lados da Outurela naquilo que foi designado pelo 1.º sublanço e mesmo assim por iniciativa da CMO. O 2.º sublanço era para chegar a Queijas em 2004 !
O monstro que a partir do ano 2000 se tornou desmedidamente grande, ao abrigo de um consumismo incentivado como panaceia do crescimento económico, provocou no poder central uma magreza assustadora na sua capacidade de realização de obras estruturantes!
Parece lógico que as prioridades de execução do poder central se articulem em paralelo com as do poder local. Na verdade elas, quando falham, afectam sempre vários projectos em curso não só de um, mas de vários concelhos!
Neste caso a não execução da VLN afectou principalmente os concelhos de Oeiras, Cascais e Sintra. No caso de Oeiras afectou durante vários anos, em especial, a boa funcionalidade do principal polo do desenvolvimento estratégico de Oeiras.
Falamos do Taguspark, ou seja uma visão muito acertada da CMO no plano tecnológico, que só agora foi descoberta pelo poder central e ainda de uma forma incipiente! A falta destas infra-estruturas (VLN), nesta zona, situada junto a Lisboa e na confluência de vários eixos fundamentais no acesso a Lisboa (rodoviários, A5, IC19 e CREL, e ferroviários, linha de Cascais e de Sintra), obrigava a que os utentes, visitantes e convidados do Taguspark percorressem 4 ou 5 quilómetros, por vezes, em mais de uma hora.
Felizmente que, de novo a CMO, conseguiu fazer a pressão necessária para que muitos anos depois da inauguração da jóia de Oeiras aparecesse um acesso fácil entre a A5 e o Taguspark.
Ganhámos um espaço de acessibilidade que permitiu às grandes empresas deslocarem-se para lá, rapidamente.
Lamentavelmente muitas sequelas continuaram, originadas pela ausência da VLN.
A realização desta via teria ainda permitido um melhor aproveitamento do aeródromo de Tires e o descongestionamento da A5 e IC19.
Mais do que necessário, acho indispensável essa infra-estrutura.
A grande força de desenvolvimento destes concelhos foi a A5 ter chegado a Cascais. Agora, de novo, estamos carentes de um outro impulso. Trata-se de uma via que permitirá fazer a ligação entre Cascais e Oeiras pelo interior dos dois concelhos e desenvolver esse mesmo interior.      
Temos que afastar as pessoas de se deslocarem no transporte individual. A dívida externa (importação de carros, combustível,
acessórios, etc.) e perdas de tempo, impõem tal decisão.
Junto ao mar temos uma linha de comboio, mas é preciso que as freguesias de Porto Salvo, Barcarena, Queijas e Carnaxide, sejam servidas pelo mesmo meio de transporte ou por um menos poluente, mais rentável e mais cómodo. Este pode ser um metro e superfície que se faça em paralelo com a via longitudinal norte, que anda há 10 anos para ser feita.
Muitas urbanizações no concelho de Oeiras e noutros, fizeram-se a contar com as acessibilidades disponibilizadas por esta via e hoje, na sua falta, temos um trânsito caótico, nomeadamente ao princípio e final dos dias.
Dentro das povoações é uma balbúrdia como seja, por exemplo, o caso da vila de Queijas.
O congestionamento do IC19 leva ao atravessamento do tráfego entre esta via e a A5, ora num sentido ora noutro. A obrigatoriedade de pagamento de portagens na CREL, fez com que muitos condutores a ignorassem e em Queijas invadissem esta vila para, através da Estrada Militar, atingirem o IC19 ou a A5 sem pagarem.
Estes serão os constrangimentos externos no caótico trânsito dentro desta vila aos quais serão de somar outros internos.
Queijas e Porto Salvo há mais de quarenta anos foram escolhidas como localidades a albergar um projecto de auto-construção, destinado a pessoas de baixos recursos financeiros. Esta medida eleitoral populista, dos anos 60, foi de curta duração e contemplou pouco mais de cem famílias.
Por um valor à volta de 20 contos essas famílias adquiriam um lote de 200 m2 e teriam de construir uma casa simples com projecto fornecido pela câmara. Depois do acto eleitoral acabou!
Todavia a estreiteza de conceito urbanístico, ruas e passeios de largura muito reduzida, foi tornado extensivo a largas áreas de terreno,  mas tais lotes foram já vendidos a preços especulativos.
Com o decorrer dos anos vieram outros projectos sociais como cooperativas atiradas para o lado nascente de Queijas e sem outras acessibilidades que não fossem as estreitas ruas de Queijas.
Já nos tempos em que se falava da Via Longitudinal Norte outras urbanizações foram aprovadas  (encosta de Linda-a-Pastora) no pressuposto das acessibilidades desta infra-estrutura que serviria de circular á parte nascente de Queijas com duas rotundas, uma próximo da Senhora da Rocha e outra mais a norte.
Com o passar dos anos e o esquecimento da realização desta obra (VLN), muitas centenas de moradores são obrigados diariamente a atravessarem, para entrarem e saírem de Queijas, as suas ruas sem condições de circulação rodoviária.
O problema do Taguspark levou um remendo, construção da Variante da EN249-3 (Porto Salvo a Taguspark), mas as acessibilidades funcionais de Queijas e outras localidades dos três concelhos ficaram feridas de morte.” Ad Eternum”! 
António Reis Luz
 
 
publicado por luzdequeijas às 11:17
link | comentar | favorito
4 comentários:
De Anónimo a 2 de Novembro de 2009 às 00:59
Está de parabéns pelo comentário. Eu penso da mesma forma. Para quando as autarquias envolvidas e o próprio governo avançam com essa obra. Já é tempo e mais que tempo de ir para a frente. Em relação a um transporte alternativo às viiaturas ligeiras faz todo o sentido, pois o comboio circula junto ao mar e rio tejo, quando na verdade a grande parte da população está a norte da A5. Um metro de superficie como contruiram no porto em direcção à Póvoa (25 Km) ou à trofa (17 Km) resolvia o problema por completo e tirava uma grande parte do trânsito à A5 e Marginal.

congelado

De Anónimo a 2 de Novembro de 2009 às 01:01
Já agora, agredeço que faça seguir para outros lados este seu comentário, nomeadamente para a CMC e CMO, sem esquecer as juntas de S. domingos de rana, porto salvo e Queijas

congelado

De Querti a 8 de Dezembro de 2010 às 15:58
Achei o comentario bastante incongruente. Depois de varios paragrafos a reclamar a construcao de mais uma estrada (como se nao bastassem aquelas que ja existem), vem dizer que "temos que afastar os utentes do transporte individual". Isto nao faz sentido nenhum, e' uma contradicao. Obviamente que a construcao de mais estradas so vai incentivar o trafego automovel. A Area Metropolitana de Lisboa ja' e' a regiao urbana da Europa com maior densidade de estradas (Consulte os dados do Eurostat) e agora ainda vem reclamar MAIS estradas para as unicas partes da regiao metropolitana que ainda nao foram violadas pelo betao???


De luzdequeijas a 8 de Dezembro de 2010 às 18:36
Em resposta aos seus comentários tenho a acrescentar:
1 - De facto Portugal é o país com mais estradas por Km2 na Europa.
2- Estou farto de ver gsastar dinheiro mal gasto, em obras públicas que os nossos netos irão pagar! As PPP são uma burla para o povo e uma mina para os empréstimos externos e para os nossos bancos.
3- Tudo foi feito e continua a ser, de forma errada. As estradas terão de levar em conta a intensidade do tráfego. Isso nunca foi feito e as SCUTS foram um atentado à dignidade dos potugueses. O resultado está à vista.
4- As estradas têm muito a ver com as urbanizações das câmaras municipais. As duas coisas devem estar intimmamente ligadas. No caso em apreço, muitas pessoas foram enganadas na expectativa da compra, e hoje estão arrependidas de viver onde vivem.
5- o interior dos concelhos de Oeiras, Cascais e Sintra necessitam de algum desenvolvimento local, para deixarem de ser simples e horriveis dormitórios! Precisam de empregos locais.
6- Muitas urbanizações desta área, foram urbanizadas no pressuposto da construção da VLN, de resto, de muito pouca quilometragem ( Portela a meio da estrada Sintra/cascais)
7. Só quem for cego não vê extensas filas de carros todos os dias de manhã e à noite, nas duas maiores cidades Lisboa e Porto. Só quem nunca andou no IC19, não consegue perceber o drama de que falo!
8- Carros importados com dinheiro que o país não tem, a gastarem gazolina que o país paga com dívida externa e gente que sem sabermos como, entra no emprego às 11h ou mais tartde ainda.
9- A sugestão do comboio é prática corrente nas grandes cidades do mundo. Para tirar o tráfego do interiopr das grandes cidades. Já saturadas. O comboio ,muito mais barato, alivia o peso esmagador das nossas importações e dívida externa, e resolve o problema que não tardará ,da escassez de petróleo e falta de transportes.
10- A sugestão do comboio de superfície é barata e como já existe a linha junto ao mar, outra teria de ser feita junto da A 5 até Lisboa. Volto a informar que o trço da VLN não será superior a 40 kms e poderia trazer um melhor aproveitamento ao Aeródromo de Tires. Este, seria aproveitado para evitar o encerramento do aeroporto da Portela, dando cobertura aos "Low Costs". O tráfego aério não terá a espansão que o Governo apregoa, o que poderia evitar muitos milhoes na construção do novo aeroporto do Rio Frio que Portugal não tem dinheiro para fazer.
Muito mais haveria a argumentar, mas por hoje chega ....
Reis Luz


Comentar post

.Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. O CONCEITO DE SERVIÇO PÚB...

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

.arquivos

. Fevereiro 2018

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. COSTA V.S MERKEL

. MANHOSICES COM POLVO, POT...

. " Tragédia Indescritível"

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub