Sexta-feira, 31 de Julho de 2009

fazer e o falar

31 July 09 01:00 PM

 

Para justificar uma afirmação menos feliz de Manuela Ferreira Leite, o comentador Pacheco Pereira disse na Quadratura do Círculo que ela «não fala bem, enreda-se, tropeça».

 Isto deu azo a uma chuva de comentários.Logo nesse programa, António Costa considerou «mortal» (para Ferreira Leite) o que Pacheco disse.

E a maioria dos comentadores foi no mesmo sentido, usando sinónimos como «fatal», «assassino», etc.
Ora é evidente para qualquer pessoa que Manuela Ferreira Leite não tem aquilo a que se chama ‘facilidade de expressão’.
Mas terá isso muita importância?
Ou tem sobretudo importância para os jornalistas, sempre prontos a apontar as gaffes e as contradições?
Falar bem, de facto, não é hoje decisivo na política.
Já foi mais.
O Nobel da Economia Paul Krugman diz que «existe um abismo entre a retórica e a política».
E quantos políticos já vimos a falar maravilhosamente mas a falhar redondamente na acção?
Um dos casos mais nítidos foi Mário Soares – que se impôs como brilhante tribuno, na linha dos políticos republicanos, mas que verdadeiramente nunca brilhou como primeiro-ministro.
E que dizer de António Guterres, a quem todos elogiavam a eloquência e o ‘dom da palavra’?
Um dia chamei-lhe «o homem que fala bem demais» – dizendo que ele falava tão bem, tão bem, tão bem, que transmitia uma impressão de falta de autenticidade.
Mesmo quando intervinha totalmente de improviso, parecia estar a debitar um discurso ensaiado.
E a verdade é que o falar muito bem não lhe serviu de nada: demitiu-se do Governo sem honra nem glória a meio do mandato.
Inversamente, temos pessoas que não falavam bem e foram óptimos governantes.
Cavaco Silva, por exemplo, que é quase unanimemente considerado o melhor primeiro-ministro do pós-25 de Abril, não falava (nem fala) bem.
Tem notórias dificuldades de expressão – optando por falar pouco, quase sempre através de frases curtas, e mesmo assim comete alguns deslizes.
Este exemplo leva-nos a pensar se não haverá uma incompatibilidade entre o fazer e o falar.
Aqueles que falam muito bem têm frequentemente dificuldade em passar do falar ao fazer – e aqueles que prezam sobretudo o fazer não têm muitas vezes grande jeito para falar.
O facto de Pacheco Pereira ter dito que Ferreira Leite por vezes se «enreda» no discurso não é, pois, nada do outro mundo (e muito menos «mortal», como comentou António Costa).
Pode até vir a revelar-se uma vantagem.
Porque transmite uma imagem de maior seriedade, maior autenticidade, uma imagem que se distancia mais do ‘vendedor de banha da cobra’.
Curiosamente, no sábado passado, olhando distraidamente a televisão, vi aparecer Barack Obama a retractar-se em público, dizendo não ter escolhido bem as palavras de um comentário sobre o comportamento da Polícia.
E, assim sendo, pedia desculpa pelo sucedido.
O homem que os americanos elegeram por falar bem, por usar brilhantemente a retórica, por fazer renascer o sonho através das palavras, também confessa que por vezes erra na sua escolha.
E dá uma ideia contrária daquilo que queria dizer.
Como estranhar, então, que isso aconteça a Manuela Ferreira Leite – cujo forte não é, de facto, o dom da palavra?

 

SOL  31-07-2009   JAS

publicado por luzdequeijas às 15:52
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. O CONCEITO DE SERVIÇO PÚB...

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

.arquivos

. Fevereiro 2018

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. COSTA V.S MERKEL

. MANHOSICES COM POLVO, POT...

. " Tragédia Indescritível"

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub