Terça-feira, 19 de Maio de 2009

Em AGOSTO de 2008

561 mil declaram-se desempregados

por MANUEL ESTEVES<input ... >29 Agosto 2008<input ... >

O Instituto Nacional de Estatística estima que haja 409 mil pessoas sem emprego. Porém, as contas dos portugueses levam a um número bem superior.

Mais de meio milhão de portugueses vêem-se como desempregados, diz o Instituto Nacional de Estatística (INE) no seu último inquérito trimestral ao emprego. São 561,2 mil pessoas (cerca de 10% da população activa) que, quando questionadas sobre a forma como se autoclassificam em termos laborais, se dizem desempregadas, um número que supera em 37% o valor da estimativa apurada pelo INE: 409,9 mil. Confuso? Menos do que parece.

De três em três meses, o INE realiza um inquérito ao emprego, realizando entrevistas exaustivas a uma amostra representativa da população portuguesa a partir da qual extrapola resultados para o País. E como é natural, o INE não determina o número de desempregados perguntando-lhes se se consideram como tal. Para esse apuramento, o organismo estatístico recorre a uma definição rigorosa e apertada do conceito de desempregado.

Basicamente, são desempregados aqueles que não têm emprego remunerado, que estão imediatamente disponíveis para ocupar um posto de trabalho (pago ou não) e que tenham tomado diligências nesse sentido. É assim que o INE chega aos "seus" 409 mil desempregados.

Porém, nem todos estes se consideram sem emprego. Cerca de 6% (24 mil) auto-intitulam-se inactivos, ou seja, fora da população activa. Deste modo, são 385,6 mil os desempregados cuja classificação atribuída pelo INE bate certo com a sua própria percepção. A estes somam-se mais 176 mil que reclamam a condição de desempregados, dos quais cerca de 150 mil são oficialmente inactivos e 26,1 mil que o INE enquadra como empregados.

O universo das 561,2 mil pessoas que se declaram desempregadas aproxima-se daquilo que, geralmente, se designa de desemprego real, em que se incluem os inactivos disponíveis e desencorajados (que pretendem um emprego, mas não fizeram diligências nesse sentido ou não estão imediatamente disponíveis para ocupar o posto de trabalho) e o fenómeno do subemprego visível (pessoas que só conseguiram arranjar empregos em part-time).

No total, são mais de 547 mil pessoas, menos 7,1% do que um ano antes. Embora o fenómeno do subemprego visível tenha aumentado, tanto os inactivos disponíveis como os desencorajados perderam importância no último ano, seguindo a tendência do número oficial de desempregados, que, no segundo trimestre deste ano, caiu 6,9% em termos homólogos.

publicado por luzdequeijas às 12:37
link | comentar | favorito

.Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. O CONCEITO DE SERVIÇO PÚB...

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

.arquivos

. Fevereiro 2018

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. COSTA V.S MERKEL

. MANHOSICES COM POLVO, POT...

. " Tragédia Indescritível"

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub