Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2013

MONSTRO EM 2000

Cavaco Silva: «Já não é possível dominar o monstro sem dor»

<input ... >23 OUT 00

Cavaco Silva considera o problema orçamental português «muito grave», podendo causar o abrandamento do crescimento nacional, quando ele é forte na Europa. Cavaco considera essencial reduzir o sector público na economia, para se regressar à convergência.

«Já não é possível dominar o monstro sem dor», afirmou hoje Cavaco Silva, considerando que «o problema orçamental português é muito grave» e faz ao país correr o risco de se manter, a prazo, em divergência com a Europa.

O ex-primeiro-ministro falava num seminário organizado pelo Instituto Francisco Sá Carneiro, no Centro Cultural de Belém, subordinado ao tema «Para onde vai a economia portuguesa?».

Procurando uma primeira resposta àquela pergunta, Cavaco começou por dizer que «a situação mais preocupante [no actual momento da economia portuguesa] é o abrandamento do crescimento, quando ele é forte na Europa».

«Acabou o ciclo de convergência?», perguntou, limitando-se a responder: «Para já, as perspectivas não são optimistas» e a hipótese, durante muito tempo acalentada, de Portugal chegar à média de riqueza da União Europeia em 2015 «é uma oportunidade perdida».

Para se regressar à convergência, disse Cavaco Silva, «é fundamental reduzir o sector público na economia», para o que não contribuiu o orçamento de 2000, «esse monstro que nunca devia ter sido aprovado», sem fazer referências específicas à proposta orçamental para 2001, já entregue na Assembleia da República.

A curto prazo não há dificuldade de financiar o défice externo. A questão aqui é outra, disse Cavaco: «Até quando é que isto se pode manter? Até quando pode o país continuar a endividar-se, sem queda do “rating” do crédito obtido e consequente aumento do prémio de risco?»

Se, do lado dos custos, o cenário de uma não inversão da trajectória do défice é aquele, do lado das contrapartidas futuras da dívida por saldar adivinha-se «como consequência a transferência de propriedade».

E «o melhor, neste caso, é não pensar em intervir pelo lado Administrativo», advertiu Cavaco Silva, numa alusão aos casos recentes - Grupo Mundial Confiança e Cimpor - em que só uma intervenção discricionária do executivo impediu a transferência total dos respectivos activos para o controlo externo.

Se o controlo da «descontrolada despesa corrente primária» é o «nó» das políticas alternativas propostas hoje por Cavaco e a ameaça futura vem do lado do agravamento do défice externo, a «situação preocupante» de fundo a que Cavaco foi referindo todo o seu diagnóstico diz respeito à divergência de crescimento em que Portugal entrou face aos parceiros comunitários.

Portugal é a «excepção negativa», numa Europa que em média está a viver o mais forte crescimento dos seus últimos 11 anos, sendo a divergência mais «chocante», quando a comparação é feita com a Espanha (este ano, um diferencial de crescimento de 1,5 pontos percentuais), a Grécia (1,0 pontos) e a Irlanda (5,0 pontos), os chamados países da coesão.

«Porque é que vêm aí dias difíceis para Portugal e não para os outros?», perguntou.

publicado por luzdequeijas às 19:59
link do post | comentar | favorito

.Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. O CONCEITO DE SERVIÇO PÚB...

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

.arquivos

. Fevereiro 2018

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. COSTA V.S MERKEL

. MANHOSICES COM POLVO, POT...

. " Tragédia Indescritível"

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds