Terça-feira, 8 de Janeiro de 2013

PORTO DE PARTIDA

PREVISÃO MILIMÉTRICA
Rui Rio lamenta que não tenham ouvido o alerta que fez há 12 anos
26 de Fevereiro, 2011
 
O presidente da Câmara do Porto, Rui Rio, lamentou hoje, em Gaia, que os últimos governos não tenham ouvido as previsões que fez há 12 anos sobre as consequências nefastas do excessivo endividamento externo do país.

«Sinto uma certa revolta, porque era tão óbvio que isto ia acontecer que é uma pena não terem ouvido a tempo e horas», disse Rui Rio, à margem de um debate em torno do seu livro Política in situ, lançado em 2002 com artigos e intervenções produzidos nos quatro anos anteriores.

Além de revoltado, o autarca manifestou-se «orgulhoso», dado que continua a subscrever o que defendia e alertava então na maior parte dos textos compilados no livro, escritos ainda enquanto deputado da Assembleia da República.

«Em matéria de economia, está praticamente tudo actual. E tenho um sentimento esquisito quando olho para aquilo. Um sentimento meio de orgulho, meio de revolta. Porque não mudava praticamente uma vírgula do que está lá e o que está lá escrito acabou por acontecer, infelizmente», disse.

Rui Rio lamentou que não tenham sido corrigidos os «erros» que apontava então ao governo de António Guterres, e especialmente ao Ministério das Finanças.

«Tenho lá um artigo em que digo: a continuar assim, o país gasta mais do que o que tem, o país está-se a endividar, o endividamento externo é elevado, o défice externo é elevado, está-se a ocultar despesa », realçou.

Para o autarca, «era visível já nessa altura» que Portugal caminhava para o estado a que chegou, de desequilíbrio das finanças públicas.

Rui Rio afirmou que «o país teve muitas oportunidades» para reverter a situação, mas «os governos não fizeram aquilo que se impunha».

O autarca referiu que há no livro questões ligadas à reforma fiscal que ainda hoje defende, «mas que têm de ser adaptadas à situação actual».

«Defendia alguma redução de impostos que não é possível hoje, mas que naquela altura era possível, e espero que venha a ser possível também», exemplificou.

Sobre outros textos, Rui Rio afirmou que continua a defender uma reforma da lei eleitoral, mas reconheceu que são questões que «não têm sido muito discutidas».

O debate sobre Política in situ, que reuniu cerca de uma dezena de pessoas, foi organizado pela Livraria Almedina, Miguel Carvalho e Ideias Concertadas, no âmbito do ciclo de tertúlias Porto de Partida.

Lusa / SOL

publicado por luzdequeijas às 17:02
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. O CONCEITO DE SERVIÇO PÚB...

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

.arquivos

. Fevereiro 2018

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. COSTA V.S MERKEL

. MANHOSICES COM POLVO, POT...

. " Tragédia Indescritível"

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds