Sábado, 20 de Novembro de 2010

A LÍNGUA MAIS FALADA DO MUNDO

O seu inglês é muito melhor que o meu português [falando para Sócrates]

 

Barack Obama, Presidente dos Estados Unidos da América

 

publicado por luzdequeijas às 11:17
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 19 de Novembro de 2010

AS DÍVIDAS PORTUGUESAS

A Dívida Externa não se confunde com a Dívida Pública, que só consolida os empréstimos contraídos e não pagos pelas administrações públicas. E também não se identifica com a Dívida Pública Glogal, que soma a dívida das administrações com os empréstimos contraídos pelas empresas do Estado ainda não pagos e os compromissos assumidos com a PPP.

 

A Dívida Externa Portuguesa é o que o país inteiro deve. Resulta da adição do montante da dívida pública global (dívida das administrações públicas, mais as dívidas das empresas do Estado, mais os encargos assumidos com PPP) com os valores de todos os empréstimos em dívida, contraídos pelos agentes económicos privados portugueses (famílias, empresas privadas, bancos, etc.) No entanto, não é fácil determinar com rigor o valor exacto da dívida externa portuguesa.

Segundo dados do Banco de Portugal e de outra origem, a dívida externa portuguesa em 2009 estaria próxima de 233% do PIB. Isto é, no final de 2009 os portugueses deviam qualquer coisa como quase 2,5 vezes o montante da riqueza que criavam anualmente.

 

Portugal    Dívida Externa    Dívida Externa     Dívida Pública   

                      Bruta                   Líquida              Directa

 

                      233%                     89%                77%

 

A Dívida Externa Bruta de Portugal, tirando o caso da Irlanda, é superior à dos demais países constantes do quadro (Irlanda, Grécia, Espanha e Itália), e designadamente da Espanha e da Grécia.

Juíz - Carlos Moreno 

publicado por luzdequeijas às 20:48
link | comentar | favorito

CONCORRENTES TINHAM INFLUÊNCIA

Mário Lino recebeu Godinho no Ministério em 2008
19 de Novembro, 2010Por Luís Rosa
Mário Lino recebeu Manuel Godinho em 2008 numa audiência oficial no Ministério das Obras Públicas, para ouvir o sucateiro queixar-se de ser perseguido por Luís Pardal, presidente da Refer.

A reunião ocorreu meses após a Inspecção-Geral de Obras Públicas ter apresentado ao então ministro uma auditoria que denunciava os prejuízos patrimoniais causados pela O2 à Refer.

No encontro, segundo declarações de Lino à Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro, Godinho garantiu-lhe que «alguns concorrentes seus tinham influência» na Refer e que «por esse motivo não ganhava qualquer concurso».

Foi na sequência desta audiência que o então ministro das Obras Públicas terá determinado que Pardal (com quem falou antes e depois da audiência) deveria receber Manuel Godinho. «Pois todos os esclarecimentos que ele pretendia deveriam ser dados pela própria Refer» - afirmou o ex-ministro à PJ de Aveiro.

Lino garantiu aos inspectores que Armando Vara e Lopes Barreira não estiveram na origem da audiência a Godinho - isto porque era «seu hábito receber logo» que lhe fosse possível quem o solicitasse.

Contudo, o Ministério Público (MP) de Aveiro não acreditou no ex-governante e acusa Vara e Lopes Barreira de um crime de tráfico de influências por terem exercido a sua influência junto de Mário Lino para que fosse restabelecido o relacionamento comercial entre o grupo O2 e a Refer, a troco de 25 mil euros e promessas de donativos para o PS.

O MP de Aveiro decidiu também abrir um novo inquérito para investigar a forma como o ex-ministro interferiu nas relações comerciais entre a Refer e a O2.

Os testemunhos de Ana Paula Vitorino e de Luís Pardal, conjugados com as escutas telefónicas a Manuel Godinho e a Lopes Barreira (que referiram vários contactos deste e de Armando Vara com Mário Lino), foram essenciais para essa decisão, já que indiciam que houve acção concertada entre Armando Vara, Lopes Barreira e Mário Lino para pressionarem a ex-secretária de Estado dos Transportes e o presidente da Refer.

luis.rosa@sol.pt

publicado por luzdequeijas às 19:25
link | comentar | favorito

DEMAGOGIA E PREPOTÊNCIA

Manuela Ferreira Leite (www.expresso.pt)

0:00 Sexta feira, 19 de Novembro de 2010

O país está em crise e, em seu nome, pedem-se sacrifícios aos portugueses. Todos se esforçam por entender este facto, mesmo os que sentem que em nada contribuíram para a atual situação, nem sequer com o seu voto neste Governo. A necessária compreensão passa, no entanto, pela consciência de que o que se pede aos cidadãos é distribuído proporcionalmente por todos e, por isso, as medidas têm de ser transparentes.

Não é o que está a acontecer.

Sob o pretexto da igualdade de sacrifícios, o Governo 'dispara' medidas que criam profundas desigualdades e injustiças relativas: abrindo exceções que as tornam arbitrárias, estabelecendo limites aos rendimentos de forma puramente demagógica ou interferindo nas decisões das empresas.

Reduzir rendimentos legitimamente auferidos, como é o caso de salários e pensões, corresponde a tributar esses rendimentos com uma taxa elevadíssima que não existe no nosso sistema fiscal. É uma medida prepotente que só se aplica a alguns e que é irracional porque não ajuda o problema orçamental e agrava a situação económica.

Paira no ar um ambiente de 'PREC' que recorda um "caminho para a igualdade" dos baixos rendimentos e os respetivos efeitos perversos no crescimento do país.

Reincidir é não ter memória e isso não tem perdão.

Texto publicado no caderno de economia do Expresso de 13 de novembro de 2010

publicado por luzdequeijas às 18:54
link | comentar | favorito

DESPEDIMENTO POR E-MAIL

Respeito, sff!

 

O pior está para vir, mas para muitos já começou: a onda de despedimentos desta semana é o prenúncio de sucessivas vagas que nos esperam em 2011, segundo as previsões de economistas, analistas e gurus das mais diversas especialidades. Ora, o despedimento é mau que baste em si mesmo, não tem de ser agravado pelo insulto. Aquilo de que menos precisa um trabalhador condenado ao desemprego - em muitos casos à miséria e a uma espécie de morte lenta - é que, no próprio ato do despedimento, a empresa de que fez parte, por vezes durante décadas, o maltrate sem motivo.

Em agosto, houve notícia de que uma fábrica de calçado em Arouca despediu as operárias nas férias e por mensagem de telemóvel. A TAP e a sua Groundforce, que não são propriamente empresas de vão de escada, não descem tão baixo: comunicam um despedimento coletivo por e-mail. Para os tempos duros que aí vêm, não fica mal aos patrões e aos gestores, especialmente os de administrações tão gabadas nos media como as da TAP, um pouco de coragem e frontalidade, a par de um mínimo de respeito pelas pessoas - por sinal repetidamente citadas na página eletrónica da Groundforce como "o nosso maior bem".

Fernando Madrinha

Texto publicado na edição do Expresso de 13 de novembro de 2010

publicado por luzdequeijas às 18:38
link | comentar | favorito

OS DONOS DO ESTADO

O secretário de Estado adjunto das Obras Públicas, Paulo Campos, estranha que se estranhe a circunstância de ter nomeado para os CTT dois gestores que foram seus sócios numa empresa. Tal como já estranhara o facto de se achar estranho o trânsito de dois assessores do seu departamento: um que foi para a administração de uma empresa fornecedora de chips de matrícula que o Governo queria usar nas SCUT e outro que foi nomeado para o Ministério depois de este ter adjudicado estudos sobre as SCUT, por ajuste direto, à empresa onde ele se encontrava então. E à qual, segundo as notícias da altura, manteve o vínculo. Chegámos a um ponto em que, na verdade, já nada se devia estranhar de certos governantes. Em resposta às suspeitas de falta de transparência, de amiguismo ou de eventual conflito de interesses, fazem-se de vítimas |- é "jogo político", sentenciou o secretário adjunto - e acenam com os resultados das empresas dos seus nomeados, como se este fosse o único fator a ter em conta na gestão da coisa pública. No fundo, desprezam as críticas, ou nem sequer as compreendem porque se consideram donos do Estado.

 

Fernando Madrinha

Um leitor atento, a que já aqui me referi, pergunta todas as semanas: "Quando é que isto acaba?" Lamentavelmente, não sei responder.

publicado por luzdequeijas às 18:33
link | comentar | favorito

A TEMPERANÇA SEGURA AS RÉDEAS

Quinta-feira, 11 de Novembro de 2010  
Temperança .

Raffaello Sanzio, A Temperança - pormenor de «Virtù Cardinali e Teologali», 1511,
Stanza della Segnatura, Pallazzi Vaticani

A Temperança segura as rédeas e vela pelo anjo da Fé


( .... )Aqui, e por onde e com quem possa, combaterei qualquer tentativa de reciclagem do sistema socialista corrupto, com o mesmo vigor que tenho usado no enfrentamento do socratismo.

E para os espíritos em desespero com a situação e o futuro do País, deixo uma palavra de confiança que esta manhã reli, numa pagela de Santa Teresa de Ávila, que minha mãe há tempos me deu:

«Nada te perturbe.
Nada te espante.
Tudo passa,
Deus não muda.
A paciência tudo alcança.»

Publicado por António Balbino Caldeira em 11/11/2010 05:49:00 PM   

 




publicado por luzdequeijas às 17:45
link | comentar | favorito

CIMEIRA DA NATO EM LISBOA

NATO "rumo ao futuro"

"Reunimo-nos aqui em Lisboa este fim-de-semana para discutir como lidar com os desafios de segurança do século XXI". Foram as primeiras palavras que o secretário-geral da NATO fez ecoar na  Cimeira dos Jovens Atlanticistas, em Lisboa. Anders Fogh Rasmussen enumerou os principais desafios que o Mundo enfrenta e confessou estar confiante no alcance de uma parceria de defesa anti-míssil e numa aproximação entre Rússia e a Aliança. 2010- 11 - 19

 

HISTÓRIA DA NATO

A sigla NATO corresponde à expressão inglesa North Atlantic Treaty Organization (Organização do Tratado do Atlântico Norte, também OTAN). A organização foi criada em 1949, no contexto da Guerra Fria, com o objectivo de constituir uma frente oposta ao bloco comunista, que, aliás, poucos anos depois lhe haveria de contrapor o Pacto de Varsóvia. Desta forma, a NATO tinha, na sua origem, um significado e um objectivo paralelos, no domínio político-militar, aos do Plano Marshall no domínio político-económico.
Os estados signatários do tratado de 1949 estabeleceram um compromisso de cooperação estratégica em tempo de paz e contraíram uma obrigação de auxílio mútuo em caso de ataque a qualquer dos países-membros. Os estados que integram a NATO são a Alemanha (antes da reunificação alemã, a República Federal da Alemanha), a Bélgica, o Canadá, a Dinamarca, a Espanha, os Estados Unidos da América (desde sempre o país mais influente do ponto de vista político e militar, e o principal financiador das actividades da organização), a França, a Grécia, a Holanda, a Islândia, a Itália, o Luxemburgo, a Noruega, Portugal, o Reino Unido e a Turquia.
Com o desmoronamento do Bloco de Leste no final dos anos 80, surgiu a necessidade de redefinição do papel da NATO no contexto da nova ordem internacional, pois o motivo que motivou o aparecimento da organização e o objectivo que a norteou durante quatro décadas desapareceram subitamente. A organização dedicou-se, pois, a esta nova tarefa, com o objectivo de se tornar o eixo da política de segurança de toda a Europa (isto é, considerando também os países que antes formavam o bloco adversário) e América do Norte. Assim, começou a tratar-se do alargamento a leste (considerando, nomeadamente, a adesão da Polónia, da Hungria e da República Checa) e, em 1997, criou-se o Conselho de Parceria Euro-Atlântica, um órgão consultivo e de coordenação onde têm também assento os países aliados da NATO, incluindo os países da Europa de Leste que desagrada à Rússia ver afastar-se da sua esfera de influência. Em Março de 1999, formalizou-se a adesão da Hungria, da Polónia e da República Checa, três países do antigo Pacto de Varsóvia.

 

publicado por luzdequeijas às 16:11
link | comentar | favorito

JANDIRA DE SEU NOME


As comunidades ribeirinhas do Rio Urubu são, em sua grande maioria, habitadas por descendentes diretos dos índios da região. A índia Jandira nasceu na beira do Rio, e lembra com emoção das lendas da região contadas por seu pai.

publicado por luzdequeijas às 16:05
link | comentar | favorito

20 000ESPÉCIES DE ORQUÍDEAS


Estima-se que existam mais de 20.000 espécies de Orquídeas em todo o Planeta Terra. Esta orquídea não é típica da Floresta Amazônica, e faz parte de um orquidário natural existente no município de Itacoatiara.


publicado por luzdequeijas às 16:00
link | comentar | favorito

FLORA E FAUNA DA AMAZÓNIA

Variedade e Exuberância

 

O ecossistema do Pará apresenta a biodiversidade características da Região Amazônica, onde já foram catalogadas mais de duas mil espécies de peixes, cerca de 950 espécies de pássaros, 300 espécies de mamíferos e cerca de 10% de todas as espécies de plantas existentes na Terra. No território paraense, essa variedade de espécies animais e vegetais é imensa, devido principalmente às condições climáticas(localização na zona equatorial)e ao tamanho da área coberta por florestas. Entre as árvores consideradas como madeira nobre, por isso mesmo derrubadas muitas vezes de forma indiscriminada, estão o angelim, o cedro e o mogno. No setor extrativo, as espécies mais procuradas são a seringueira e a castanheira- do- Pará. A flora também apresenta espécies exóticas, como a vitória- régia e dezenas de espécies de bromélias. Nas últimas décadas, a preocupação com o futuro do ecossistema amazónico- aí incluído o paraense- vem sendo manifestada dentro e fora do Brasil, por instituições governamentais e não governamentais. Vários fatores contribuem para a destruição da flora e o processo acelerado de extinção de animais em território paraense. Entre esses factores, destacam- se a exploração seletiva de madeira(que acaba com reservas naturais de madeiras nobres), a agropecuária extensiva(responsável pela derrubada da mata para transformação em pasto), a construção de usinas hidrelétricas(que altera o ecossistema dos rios e áreas próximas), e o extrativismo de plantas destinadas à indústria farmacêutica.

 

publicado por luzdequeijas às 15:55
link | comentar | favorito

A BELA E QUENTE AMAZÒNIA

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses – Maranhão


Pôr-do-sol nos Lençóis Maranhenses

Este parque foi criado para preservar a beleza dos lençóis de areia branca que pintam o cenário deslumbrante da região. São 155 mil hectares de montes e lagoas azuis, formadas pela água entre as dunas. É recomendável o acompanhamento de um guia.

Por enquanto o parque ainda não possui infra-estrutura para visitantes. Para conseguir acomodação, é preciso viajar 4 horas de barco até Barreirinhas, cidade próxima aos lençóis.

publicado por luzdequeijas às 15:46
link | comentar | favorito

OS VALORES DESTA VELHA EUROPA?


 

Texto de hoje no Expresso online:


(...)

 

Mais: para continuarem a ter influência junto de Washington, os europeus têm de provar que são capazes de activar o braço europeu da NATO. Sem uma NATO minimamente "europeia", a Europa continuará a perder influência na política internacional. Neste sentido, a "entente formidable" é uma boa notícia.

III. Franceses e britânicos vão partilhar porta-aviões. Isto quer dizer que Charles De Gaulle e Churchill estão a dar voltas na tumba. Óptimo sinal. Franceses e britânicos não podem encarar o mundo pós-atlântico com as receitas mentais do costume.



por Henrique Raposo às 09:24
publicado por luzdequeijas às 11:54
link | comentar | favorito

ESPERANÇA E FIRMEZA

Entre a violência e a esperança
Inserido em 19-11-2010 08:46


 
No Iraque, a violência anti-cristã não pára de crescer. Esta perseguição religiosa agravou-se desde que os Estados Unidos invadiram o Iraque, em 2003.


Barak Obama bem pode apregoar pelo mundo os valores da democracia, mas, no terreno, a situação está incontrolável. “Grupos armados fundamentalistas entram em bairros onde vivem os cristãos e matam indiscriminadamente os que se atravessam no seu caminho”, disse há dias um bispo caldeu.

A Al-Qaeda declarou os cristãos um alvo a abater e uma das acções mais terríveis foi executada, há pouco mais de 15 dias, durante a missa de domingo, na catedral siro-católica de Bagdad. O massacre causou 53 mortos e 60 feridos.

Ontem mesmo, aos microfones da Renascença, o arcebispo siro-católico, cuja catedral foi atacada, referiu-se ao medo com que muitos cristãos encaram o futuro, mas – ao mesmo tempo – deu-nos uma lição incrível de esperança, ao dizer que rezam e que, na altura, fizeram três dias de jejum para implorar a Deus força e paciência para permanecerem lá, onde nasceram, fiéis a Cristo.

Os bispos locais – e o próprio Papa – lançam sucessivos apelos aos responsáveis do mundo para pôr fim à violência. E este arcebispo, em concreto aos portugueses, pede orações.

Mesmo que as potências mundiais e os campeões da democracia pareçam surdos a estes apelos, os cristãos do Iraque merecem as nossas orações.



Aura Miguel

publicado por luzdequeijas às 11:48
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 18 de Novembro de 2010

AUSTERIDADE

 

 

 

Austeridade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Em economia, a austeridade significa rigor no controle de gastos. Uma política de austeridade é requerida quando o nível do déficit público é considerado insustentável e é implementada através do corte de despesas.

Projetos de desenvolvimento e despesas sociais são frequentemente o alvo preferencial dos cortes de gastos. Em países como o Reino Unido, sob o governo de Margaret Thatcher, e o Canadá, no governo de Jean Chrétien, houve queda do padrão de vida da população, quando medidas de austeridade foram adotadas a fim de recuperar o equilíbrio fiscal.

Bancos privados ou instituições multilaterais, como o Fundo Monetário Internacional (FMI), normalmente exigem a adoção de uma política econômica "austera", por parte dos países que pretendam refinanciar suas dívida. Em geral, o governo do país deve comprometer-se a reduzir a despesa pública através da extinção (ou drástica redução) de subsídios e diminuição das despesas de custeio da administração, entre outras formas. Os compromissos assumidos devem ser explicitados  numa “carta de intenções”.

publicado por luzdequeijas às 17:35
link | comentar | favorito

A NASCENTE DO AMAZONAS

http://videolog.uol.com.br/video.php?id=307837

 

  clique acima para ver

 

O rio Amazonas nasce no lago Lauri (também conhecido como Lauricocha), que se localiza nos Andes do Peru. Ele segue uma direcção geral de sul-norte até Pongo de Manseriche, região em que o seu curso segue o caminho oeste-leste, indo até a foz, no Atlântico. 

 

No território brasileiro, este grande e importante rio desce de 65m de altitude, em Benjamin Constant, dirigindo-se ao oceano depois de uma trajectória superior a 3.000 km.

 

O curso médio deste imenso rio vai do Pongo de Manseriche (Peru) até à cidade de Óbidos (Brasil), por volta de 1.000 km da foz, local onde já se notam os efeitos iniciais das marés.  

Os países que são banhados diretamente pelo rio Amazonas são: Peru, Colômbia e Brasil. Nas suas bacias estão: Bolívia, Equador, Venezuela (apenas alguns trechos) e Guiana. No Peru, este rio recebe os seguintes nomes: Tunguragua (na sua parte superior) e Maraftón (até à foz do Ucayali). No Brasil, situado entre as bocas dos rios Javari e Negro, é conhecido pelo nome de Solimões.  

O Amazonas é o segundo rio mais extenso da Terra. A sua extensão é de 5.825 km. Perde para o Mississipi-Missouri (6.418 km) se considerarmos, como o seu principal formador o Missouri, caso contrário, fica somente atrás do rio Nilo (7.400 km) que é realmente mais extenso que o Amazonas.

 

O Amazonas recebe os seguintes afluentes: Tapajós, Xingu, Paru e Jari. Estima-se que o Amazonas mande uma descarga equivalente a 11% de toda a massa de águas continentais para o oceano. Nas águas baixas, tem uma imensa largura que é camuflada por muitas ilhas, que dividem o rio em braços chamados paranás.

 

As suas águas são constantemente navegadas por navios de alto mar, numa distância de 3.700 km (desde a embocadura até a cidade de Iqijitos). Entre a enorme quantidade de afluentes que recebe, os mais importantes da margem direita são: Huallaga, Ucayali (Peru); Javari, Juruá, Purus, Madeira, Tapajós e Xingu (Brasil). Através da sua margem esquerda recebe: Pastaza, Napo (Peru); Içá, Japurá, Negro, Trombetas, Paru e Jari (Brasil).

Este importante rio possui muitos fenômenos naturais, como, por exemplo, a conhecida "pororoca" (que é o encontro violento das águas do rio com as do mar).

publicado por luzdequeijas às 17:15
link | comentar | favorito

A "POROROCA" DO RIO AMAZONAS

                     

 

 

Tudo começa com um estrondo ensurdecedor. Alguns minutos depois, uma enorme onda, que alcança entre 3 a 6 metros de altura e se movimenta com uma velocidade de 20 quilómetros por hora, varre o leito do Rio Amazonas na direcção oposta ao fluxo das suas águas. Isso mesmo: a "pororoca" é uma onda que começa no mar e avança para o interior.
Fenómeno que no Brasil ocorre apenas na Bacia Amazônica, a "pororoca" toma forma durante as luas novas e cheias, principalmente no período das chuvas, quando o mar ganha força suficiente para vencer a corrente dos rios e impor a força da maré no sentido contrário.
As ondas da "pororoca" podem durar até uma hora e meia e percorrer 30 quilómetros rio adentro. No período das chuvas podem-se repetir a intervalos regulares de doze horas, seguindo o fluxo da maré. A "pororoca", que significa “estrondar” em tupi, ocorre com maior amplitude no Rio Amazonas, mas também é possível observá-la nos estuários rasos de outros rios do litoral amapaense.
O mesmo fenómeno também ocorre noutros continentes, mas em nenhum outro lugar é tão intenso e impressionante como na Amazônia brasileira.

publicado por luzdequeijas às 16:48
link | comentar | favorito

OS JUROS DO DESCRÉDITO

Portugal já paga muito caro o défice de credibilidade. Ontem, o Estado colocou um empréstimo a 1 ano com uma taxa de juro de 4,8%, quase mais 50% de juros de idêntica operação realizada há apenas duas semanas, o que significa um custo extra de 12 milhões.

 

Por:Armando Esteves Pereira, Director-Adjunto

 

Os portugueses já pagam o mesmo juro num empréstimo a 1 ano do que os espanhóis a 10 anos. E nem vale a pena comparar com os juros exigidos aos alemães.

Como prova o nosso diferencial perante a Espanha, que sofre de estagnação económica e também apresenta um défice elevado, a culpa da má fama não é só dos mercados, agora diabolizados. A culpa é do País, com um Governo à deriva, que aumentou o endividamento de uma forma brutal e se mostra incapaz de controlar o monstro da despesa pública.

A probabilidade de Portugal pedir ajuda à União Europeia e ao FMI é muito elevada. Na próxima primavera, Portugal precisará de muitos milhões de euros para financiar a dívida pública. Nessa altura, a situação económica e social ainda será pior do que a actual. E se os credores não acreditarem em Portugal, não há taxa de juro, por muito elevada que seja, que os leve a comprar dívida. É natural que os credores imponham o FMI como avalista de um País que dá sinais de não conseguir resolver os seus problemas sozinho.

publicado por luzdequeijas às 16:19
link | comentar | favorito

TAXA OFICIAL DO DESEMPREGO

761 500 PESSOAS SEM TRABALHO

 

OS NÚMEROS OFICIAIS ATINGIRAM O RECORDE DE 609 400 PESSOAS NO TECEIRO TRIMESTRE, MAS OS NÚMEROS REAIS SÃO AINDA MAIS DRAMÁTICOS, 761 500 DESEMPREGADOS!!!

 

Não esquecer que os números oficiais não consideram:

 

QUEM É CONSIDERADO OFICIALMENTE DESEMPREGADO

De acordo com as Notas Metodológicas que acompanham as Estatísticas de Emprego publicadas pelo INE, mas que também ninguém lê, só são considerados desempregados, os indivíduos com idade superior a 15 anos, que na semana anterior ao inquérito realizado pelo INE, se encontrem simultaneamente nas seguintes condições (portanto, se não cumprir uma das condições já não é considerado oficialmente desempregado): (1) Não ter trabalho remunerado ou qualquer outro (portanto, se tiver outro, mesmo não remunerado, não é considerado oficialmente como desempregado); (2) Estar disponível para trabalhar num trabalho remunerado ou não (portanto, se não estiver disponível para realizar um trabalhão não remunerado já não é considerado oficialmente como desempregado); (3) Ter procurado trabalho, isto é, que tenha feito diligências ao longo das últimas 4 semanas para encontrar um emprego remunerado ou não (portanto, se não tiver feito diligências já não é considerado oficialmente como desempregado) .

Em resumo, o português que esteja efectivamente desempregado mas que ou não tenha feito diligências no mês anterior ao inquérito realizado pelo INE para arranjar emprego, ou que esteja a fazer um trabalho não remunerado para ocupar o tempo porque está efectivamente desempregado, já não é considerado oficialmente como desempregado, e por isso não consta na estatística oficial de desemprego e, desta forma artificial, a taxa oficial de desemprego também diminui. É curioso, e também esclarecedor, notar que para ser considerado empregado basta preencher uma das condições indicadas (o que facilita, e assim se aumenta o número de empregados), mas para ser considerado desempregado é já necessário preencher simultaneamente todas as condições indicadas (o que dificulta, e assim se diminui o número de desempregados)

publicado por luzdequeijas às 11:52
link | comentar | favorito

264300 POSTOS DE TRABALHO DESTRUÍDOS

O primeiro-ministro José Sócrates nunca cumpriu a promessa de criar 150 mil novos empregos e, nos últimos dois anos, o desemprego atingiu 200 mil. Sejamos razoáveis, não cumpriu no emprego mas cumpriu no desemprego. O serviço sempre se fez e até foi ultrapassado!

 

Entre Junho de 2008 e Setembro último foram eliminados em Portugal 264300 empregos - 59700 dos quais este ano - ou seja, 221 postos de trabalho por dia. A denúncia parte do economista Eugénio Rosa que considera esta destruição de emprego "dramática" e antevê que a situação venha a piorar bastante no próximo ano.

"Ainda não começámos a sentir o efeito das medidas de austeridade anunciadas para o próximo ano e que deverão fazer aumentar o desemprego o que, aliado à diminuição do apoio aos desempregados, terá consequências dramáticas", sublinhou ao Correio da Manhã Eugénio Rosa

publicado por luzdequeijas às 11:33
link | comentar | favorito

PROMESSAS ELEITORAIS

" Já não existe responsabilidade de quem exerce cargos políticos. Ninguém cumpre promessas eleitorais"

Rui Rangel - Juíz Desembargador

publicado por luzdequeijas às 11:29
link | comentar | favorito

OPINIÃO

SALVE-SE QUEM PUDER NA POLÍTICA

 

" Enquanto a mentira, a omissão, o golpe e contragolpe fizerem parte da actuação de alguns dos nossos políticos, Portugal continuará enterrado na lama e, como habitualmente, na cauda da Europa comunitária. A política, que deveria ser uma actividade nobre, transformou-se num salve-se quem puder, onde a corrupção, o compadrio e a pouca-vergonha dominam."

 

José V. Rodrigues - Boliqueime

 

 

publicado por luzdequeijas às 11:21
link | comentar | favorito

DESCALABRO!

Em 2009, o saldo negativo das contas públicas e a dívida consolidada registados em Portugal foram dos mais elevados no últimos 17 anos.

A derrapagam orçamental ocorrida em 2009, que ascendeu a 15,4 mil milhões de euros, mais do triplo do défice de 4,7 mil milhões de euros registado no ano anterior, reflecte a gravidade da recessão económica, com redução de receitas, aumento de despesas com apoios sociais e um conjunto de medidas de combate à crise escolhidas pelo Governo.

A crise financeira portuguesa agudizada em 2009 e 2010 já vinha de trás, e não pode ser apenas justificada com o mal e as dores económico-financeiras mundiais. Tem raízes estruturais nacionais, que agora se tornaram mais penosas por não terem sido assumidas e curadas em tempo oportuno pelos sucessivos governos portugueses.

Entre elas aponto o descontrolado crescimento do endividamento público, a não redução duradoura da despesa do Estado, o crescimento em flecha dos encargos com PPP e um anémico crescimento da riqueza nacional. Também parte das receitas de privatizações anteriores não serviu para amortizar a dívida pública, tendo sido afecta à realização de capital de novas empresas públicas.

Este panorama é seguramente incompatível com o nível e o estilo de vida de novo-riquismo ostentado por grande parte do sector público, e copiado por apreciável número de agentes económicos privados.

Juíz - Carlos Moreno

publicado por luzdequeijas às 10:55
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 17 de Novembro de 2010

VENHAM GAFANHOTOS

PRECISAMOS DE VOCÊS AQUI ... RÁPIDO E SE FOR UMA PRAGA MELHOR .... 

 Os gafanhotos são os animais que têm os testículos maiores

11-11-10

Os testículos dos gafanhotos representam cerca de 14% da sua massa corporal. O equivalente num ser humano seria mais ou menos de cinco quilos cada.

Não é dos mais ferozes no reino animal, alimenta-se de lixo, e não é particularmente bonito, mas o gafanhoto costeiro (Platycleis affinis) tem um bom par de testículos...

publicado por luzdequeijas às 23:30
link | comentar | favorito

SECA NA AMAZÓNIA

publicado por luzdequeijas às 23:26
link | comentar | favorito

IMPORTANTE NA REDUÇÃO DO DÉFICE

EDUCAÇÃO SEXUAL DESDE O INFANTÁRIO

Os participantes no I Congresso Internacional sobre Sexualidade e Educação Sexual, que terminou ontem em Aveiro, defendem o alargamento da educação em sexualidade aos jardins-de-infância e estabelecimentos de ensino superior.

"A educação em sexualidade deve integrar os currículos escolares em todos os níveis e sectores de educação e ensino, da Educação de Infância ao Ensino Superior no quadro de uma formação ao longo da vida", pode ler-se no documento que será entregue ao Governo e instituições.

Lusa

publicado por luzdequeijas às 19:45
link | comentar | favorito

1.ª CAMPMNHA ELEITORAL DE SÓCRATES

As eleições realizaram-se no contexto de uma conjuntura económica difícil. Foram frequentemente apontadas as necessidades de várias reformas, incluindo as seguintes:

  1. A redução do peso do aparelho do Estado no PIB, uma situação que dificulta o cumprimento dos limites impostos por Bruxelas quanto ao défice.
  2. A elevada evasão fiscal
  3. A crescente fuga de capitais externos do país, motivada pela procura de países com mão-de-obra mais barata e mais qualificada.

O ESTADO ACABOU POR CRESCER AINDA MAIS E SER A MENINA BONITA DE SÓCRATES E DOS SEUS AMIGOS!

publicado por luzdequeijas às 16:58
link | comentar | favorito

O POVO DEU MAIORIA ABSOLUTA AO PIOR PM DE PORTUGAL!

José Sócrates liderou o PS nas eleições legislativas de 2005 e foi cabeça de lista pelo distrito de Castelo Branco. Ganha as eleições com maioria absoluta, tornou-se primeiro-ministro de Portugal a 12 de Março de 2005.

O novo primeiro ministro tinha sido um dos principais colaboradores na governação de António Guterres (DO PÂNTANO). Esqueceu-se do pântano e do monstro que ajudou a crescer, e agora vai ter que os agarrar, mesmo com uma máquina de grande habilidade propagandística, não vai ser fácil. A vida dá muitas voltas ! A BANCARROTA TAMBÉM.

publicado por luzdequeijas às 16:45
link | comentar | favorito

O PÂNTANO E A TANGA

"É meu dever, perante Portugal, evitar esse pântano político".

Ao proferir esta frase António Guterres abandonou o governo e deu origem a novas eleições que viriam a ser ganhas por Durão Barroso.

Os portugueses tinham interiorizado o estado em que estava o país, embora o Presidente da República não o tivesse feito ! Não houve dissolução da A. R. Em devido tempo!

Durão Barroso recebe um presente envenenado, principalmente quando é obrigado a reduzir o défice público abaixo dos três por cento num só ano, quando ele se encontrava em 4.2 %. Queixou-se então o primeiro ministro Durão Barroso de ter encontrado o país de “ tanga” e desta expressão se aproveitou a oposição para denegrir o 1. º ministro até, aos poucos, banalizar essa verdade e fazer esquecer tal facto, que de resto ainda hoje continua. Desviando a sua atenção, os portugueses foram induzidos a procurar os responsáveis no lugar errado.

A ministra das finanças é obrigada a inventar receitas com a venda de bens do Património do Estado, às vezes até fazendo óptimos negócios, mas a feroz oposição socialista e comunista fazem de novo aquilo que sabem fazer, oposição impiedosa, acusando a ministra de estar a “ vender os anéis “. O próprio Presidente da República lembrou que “ há mais vida para além do défice”, insinuando que queria mais do governo mesmo na situação herdada.

Pelos vistos o “ Monstro” que amedrontava Cavaco, não metia medo a Sampaio !

Durão Barroso é convidado para ser o Presidente da União Europeia e depois de várias consultas aceita.

O Presidente da República nomeia para primeiro ministro a pessoa que o partido que tinha ganho as últimas eleições indicou, ou seja, Santana Lopes.

Decorridos menos de seis meses dissolve a Assembleia da República e convoca novas eleições. Havendo uma larga maioria !

Esta medida ocasionou muita contestação, quando o último governo de Guterres não foi por ele demitido, apesar do pântano e da falta de uma maioria, e o de Santana Lopes foi quando havia uma larga maioria! O Presidente da República afirma ter intuído a vontade do povo . Mas o povo vota sempre contra qualquer governo que o faça apertar o cinto.

O povo julga sempre, quando descontente, que mudando as coisas melhoram!

publicado por luzdequeijas às 16:40
link | comentar | favorito

RECURSO AO FMI

Recurso ao Fundo Monetário Internacional

O “Apertar do cinto” obrigado pelo FMI, numa situação de quase ruptura das finanças públicas (1983-5) foi o toque a rebate.

Ajustamentos muito dolorosos foram impostos ao povo em 1983, com o FMI a impor medidas duríssimas e Ernâni Lopes a concretizá-las (envolvendo impostos retroactivos, por exemplo). Em 1983-85, com Mário Soares no poder, a inflação chegou a uns impensáveis 24% e o défice desses governos alcançou a vergonhosa marca de 12%! O País estava quase sufocado pela dívida externa e viveu, até essa data (1985), praticamente com as estruturas do Estado Novo depauperadas e com empréstimos do FMI.

publicado por luzdequeijas às 16:35
link | comentar | favorito

O QUE É UMA ESTAÇÃO ESPACIAL?

É uma plataforma que permite a permanência, por períodos longos, de seres humanos no espaço. Serve como base para naves espaciais e é usada como laboratório para experiências científicas e observatório astronómico. Até agora as únicas estações espaciais existentes, Salyut e Mir (soviéticas) e Skylab (norte-americana), foram colocadas em órbita em torno da Terra. A Salyut I foi lançada em 1971 e pesava 18.600 Kg. Três dias depois, recebeu a visita da nave espacial Soyuz 10, com três astronautas a bordo. Os soviéticos lançaram outras seis estações espaciais da mesma série. A Salyut 6, em órbita por cinco anos, recebeu a visita de inúmeras tripulações, inclusive de astronautas estrangeiros, incluindo cubanos, franceses e indianos. A bordo da Salyut 7, três astronautas estabeleceram o recorde de permanência no espaço, 237 dias, superado pouco depois pelos próprios soviéticos. A sucessora da Salyut no programa espacial soviético é a Mir. Lançada em 1986, ainda permanece em órbita. Definida como estação espacial permanente, pode receber seis naves espaciais e hospedar dois astronautas. Infelizmente Mir está prestes a ser substituída depois de vários defeitos apresentados que representam risco para os astronautas a bordo.

O programa norte-americano da Skylab é mais complexo do que o soviético. A estação espacial, lançada pela nave espacial Saturno 5, pesa 88.900 Kg e é 3,5 vezes maior do que a primeira Salyut. A Skylab é um laboratório em órbita. Realiza experiências científicas e tecnológicas como, por exemplo, o teste de crescimento de cristais em condições de ausência de gravidade. Também é usada para observação da Terra e outros estudos astronómicos - já foram enviadas à Terra 175 mil fotografias do Sol. Os três astronautas da tripulação permanente da Skylab servem de base para estudos médicos de longa duração.

publicado por luzdequeijas às 16:21
link | comentar | favorito

VIAGENS ESPACIAIS

 

As primeiras experiências com foguetes datam de 1935, realizadas por alemães e norte-americanos e vinculadas à pesquisa de armas bélicas. Depois que o satélite russo Sputnik é lançado a corrida espacial acelera - se com o pioneirismo soviético. São eles que colocam em órbita o primeiro ser vivo, a cadela Laika, em 1957. Acidentes no programa espacial soviético na década de 60 proporcionam aos norte-americanos a oportunidade de assumir a dianteira. Astronautas norte-americanos são os primeiros a pisar a Lua.

Após a conquista da Lua, o objectivo da corrida espacial passa a ser a colheita de informações a respeito dos Planetas vizinhos e o lançamento de satélites para uso comercial. Entre 1962 e 1970 as sondas Veneras soviéticas e Mariners norte-americanas de 70 e 80, os pesquisadores dedicaram-se a enviar sondas para conhecer os demais Planetas do Sistema Solar. A Voyager 2 chega em 1994 a Plutão. As Voyagers levam mensagens e informações sobre a Terra para eventuais contactos com extraterrestres. 

publicado por luzdequeijas às 16:17
link | comentar | favorito

SEM SOCIALISMO!

O Nónio

O nónio foi o invento que tornou Pedro Nunes mais conhecido. Trata-se de um sistema de conjugação de escalas que permite obter medidas mais precisas que qualquer das escalas individuais. Com esse sistema, Nunes avança uma solução para uma questão urgente na época, o problema da medida rigorosa dos ângulos de altura dos astros. O nónio será mais tarde aplicado a outros instrumentos de medida.

 

Com ele, atinge-se o apogeu do Império e o início do seu declínio. Um Império que ocupou Portugal com três grandes objectivos :

 

Os historiadores imparciais, sem visões especulativas, resumem numa trilogia e na seguinte ordem de valor os três grandes motivos dos descobrimentos portugueses: Deus, o Rei e o Ouro.

       Deus – o motivo religioso: a expansão da Fé entre os gentios, a continuação da Cruzada contra os mouros.

       Rei – o motivo político: o desejo de expansão de Portugal.

       Ouro – o motivo económico: a conquista de novos mercados, o rico comércio das especiarias e a descoberta de jazidas de ouro.

Sem a menor dúvida que a trilogia de enorme dimensão  foi conseguida por país pobre e pequeno, mas que ao conseguir a tal feito se guindou à admiração do mundo inteiro.

Relativamente ao “Ouro”, foi muito mais do que isso aquilo que conseguimos. Conseguimos dominar as grandes rotas mundiais das especiarias e no século XVIII, as ambições coloniais de Portugal centraram-se no Brasil e nalguns entrepostos em África e na Ásia. O Brasil, a princípio abandonado, rapidamente se tornou - com o declínio comercial no Oriente, à mercê de novas potências europeias (Inglaterra e Holanda) e após a derrota da Armada Invencível espanhola -, a "jóia" do Império Português até ao século XIX. Pau-brasil, açúcar, ouro, diamantes, cacau e tabaco alimentaram os cofres do erário nacional durante três séculos.

 

Com a declaração de independência do Brasil, Portugal acentuava a sua expansão territorial para o interior de África para se manter a par com as outras potências europeias. No século XVIII, as ambições coloniais de Portugal centraram-se no Brasil e nalguns entrepostos em África e na Ásia. Com a declaração de independência do Brasil, Portugal acentuava a sua expansão territorial para o interior de África para se manter a par com as outras potências europeias.

publicado por luzdequeijas às 16:10
link | comentar | favorito

SOBE, SOBE BALÃO SOBE!

Oposição espera o pior

por Carlos Santos Neves, RTP actualizado às 15:48 - 17 Novembro '10

Desemprego (oficial) atinge quase 610 mil pessoas em Portugal

publicado 15:37 17 Novembro '10
"É prematuro dizer que vamos rever as metas", reagiu a ministra do Trabalho e da Solidariedade Social, Helena André Manuel Almeida, Lusa

A taxa de desemprego em Portugal expandiu-se, entre Julho e Setembro, para os 10,9 por cento, com o número de pessoas sem trabalho a ultrapassar a marca de 600 mil. Os valores publicados esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) levam os partidos da Oposição a responsabilizarem o Executivo socialista por uma política económica que é “uma fábrica de desemprego”. O Governo rejeita “conclusões precipitadas”.

publicado por luzdequeijas às 16:03
link | comentar | favorito

A FORÇA DO SOCIALISMO

Maioria dos portugueses pessimista
As expectativas dos portugueses em relação à evolução da situação económica pessoal e do agregado familiar são negativas, revela um estudo da Marktest. O índice de expectativa divulgado pelo Barómetro Político da Marktest de Outubro não ultrapassou os 14,4 %, o mais baixo de sempre.

publicado por luzdequeijas às 15:38
link | comentar | favorito

INSULTOS GRATUITOS

" Fico de cabeça perdida quando vejo calmamente o sr. ministro das Obras Públicas a falar no lançamento do TGV como se nada fosse"

 António Capucho - Conselheiro de Estado citado pela RR

PS: Ele parece estar ao serviço de alguém, que não o povo, que o manda insultar toda a gente com aquela arrogância tão estranha, que só uma pessoa "estranha" poderia exibir! 

publicado por luzdequeijas às 12:52
link | comentar | favorito

DE MÃO ESTENDIDA À ESPECULAÇÃO

Teixeira dos Santos tentou, ontem, convencer o comissário europeu, Olli Rehn, e os demais líderes europeus, de que Portugal não precisa de ajuda. Claro, mesmo que seja preciso “apanhar papéis do chão”, Portugal tem imenso dinheiro, toda a gente o sabe! O limite de 7% constitui a declaração mais infeliz do longo consolado de Teixeira dos Santos nas Finanças. E não abona em favor da credibilidade do Governo.

Entretanto as televisões vão acompanhando Sócrates na sua ronda pelos amigos, tentando vender a nossa dívida pública. Angola, Macau, Venezuela e Timor onde filmaram Sócrates levantando o habitual polegar direito para Ramos Horta, em sinal do seu profundo agradecimento. Timor compra até 500 milhões da nossa dívida! Boa decisão, na defesa dos interesses do seu povo, pois, os “Fundos do seu Petróleo” estavam a render juros de 1,6% e, assim, passaram a barreira dos 6,7% em juros da dívida nossa pública que o povo português vai pagar com sangue, suor e lágrimas.

António Reis Luz          

publicado por luzdequeijas às 12:44
link | comentar | favorito

QUE VENHA O DIA E ESCOLHA

Em tempo de crise, o Governo corta nas pensões e nos abonos de família mas paga pensões vitalícias no valor de 9,1 milhões de euros aos responsáveis pela crise! Estamos num País de loucos, governado por um Robin dos bosques virado do avesso, pois tira aos pobres para dar aos ricos. Entre as filosofias de "Sócrates" e os "Passos do Coelho", que venha o diabo e escolha.

Guilherme Varela - Portimão

 

publicado por luzdequeijas às 12:02
link | comentar | favorito

O TERMÓMETRO DA POLÍCIA!

"Estado de sítio"
Inserido em 17-11-2010 08:49


 
A encomenda de vários blindados de transporte de pessoal, para a PSP, a propósito da próxima cimeira da NATO (avaliada em mais de um milhão de euros!) começou por ser apenas mais um exemplo típico de novo-riquismo, desorganização e despesismo de Estado.


Mas o atraso da entrega dos veículos veio pôr a nu muito mais: um assumido baixar de braços e uma confissão de impotência das autoridades na luta contra o crime organizado nas periferias das grandes cidades.

E é sobre este novo dado que o Observatório Permanente sobre a Proliferação das Armas, da Comissão Nacional Justiça e Paz, nos convoca, e bem, à reflexão.
Precisa a PSP de veículos blindados para acções pontuais de intervenção de alto risco? Provavelmente, sim. Isso, em si mesmo, não tem nada de dramático. A GNR dispõe desse tipo de instrumentos e uma boa coordenação, entre as duas forças, garantiria a sua disponibilização, quer para o policiamento da cimeira quer para outras acções do mesmo tipo. Isto bastaria para evitar, em tempo de crise, compras que não se mostram indispensáveis. Além disso, não colhe o argumento de que o equipamento da GNR é excessivamente resistente porque, como diz o povo, “se serve para o mais, servirá para o menos...".

Mas, perante o ridículo do atraso da entrega, pós-cimeira, de metade da encomenda, viu-se o ministro da Administração Interna obrigado a vir explicar que, afinal, para a protecção da reunião da NATO, bastará parte do equipamento e a restante só será necessária para missões de policiamento de alto risco “em múltiplas zonas urbanas sensíveis”.

Desconhecíamos este eventual risco eminente de “estado de sítio”, mas mais preocupante ainda é a assumida visão, de vistas curtas, associada ao seu combate. Em vez de combater a grave doença que grassa nesses bairros, vamos, de blindados, “medir-lhes a febre”…



Graça Franco

publicado por luzdequeijas às 11:43
link | comentar | favorito
Terça-feira, 16 de Novembro de 2010

O NOSSO NEEMIAS BALDOU-SE

AO VER QUE NÃO TERIA MÃOS A MEDIR. AGORA PERCEBO PORQUE ELE TANTO CHORA ! AS NOSSAS SATRÁPIAS FALIRAM!

 

O contexto da actuação de Neemias

 

I. Contexto político

O Antigo Oriente Médio era dominado pela Pérsia. A Pérsia possuía uma organização político-administrativa que dividia o seu amplo território em várias regiões para facilitar a administração do império. A Palestina, na época de Neemias, pertencia à Satrápia Transeufrates. Essa Satrápia era formada pela Síria, Fenícia, a terra de Canaã e Chipre.
A organização do Império Persa:
piramide.jpg
O rei dispunha de um Secretário Real, do exército e de pessoas com missões especiais. A Bíblia cita quatro figuras que possuíam a missão de ser um "olheiro do rei" (Ne 13.7). São eles:

Sesbasar

Zorobabel

Neemias

Esdras

Porém, a grande função ocupada por Neemias foi a de governador (no hebraico pehah), por um tempo limitado (Ne 2.6,9; 3.7). Enfim, Neemias recebe, do rei Artaxerxes I (465-423 a.C.), a missão de:
  1. fortalecer a comunidade de Jerusalém e prepará-la para reconstrução;
  2. reorganizar o povo - assentá-lo na terra e na cidade;
  3. disciplinar o povo sob a Tora;
  4. detectar abusos na administração política, na prática religiosa; na economia.
Desde o exílio de Sedecias (587 a.C.), Jerusalém não abrigava o governo e, conseqüentemente, não mais possuía força e poder político.
publicado por luzdequeijas às 15:51
link | comentar | favorito

É O NOSSO DINHEIRO

SÃO OS NOSSOS IMPOSTOS, SAIBA COMO O ESTADO OS TEM VINDO A GASTAR

 

Todos os dias entregamos ao Estado ($) uma parte substancial dos nossos rendimentos sob a forma de impostos. E acreditamos que o Estado vai gerir esse dinheiro de forma conscienciosa, em obediência aos critérios da boa gestão financeira. Não é, porém, o que acontece. Mais vezes do que seria aceitável, o capital que tanto nos custou amealhar é usado em negócios ruinosos com o sector privado; ou desperdiçado em obras públicas que se eternizam ou não fazem sentido económico ou financeiro.

Não só pagamos os impostos, como a factura da sua má gestão. Ao gastar alegremente mais do que tem, o Estado acumula uma dívida. E quem tem de a assumir somos nós, os contribuintes, que pagamos o descontrolo das finanças estatais com novos impostos, e ainda mais sacrifícios. É um circulo vicioso chocante, consequência de um festim de maus gostos públicos sem fim à vista.

Juíz - Carlos Moreno

publicado por luzdequeijas às 15:32
link | comentar | favorito

QUEREM CALAR-NOS A ESPERANÇA

QUAL DAS MUITAS MINISTRAS DO ACTUAL GOVERNO LEVOU PARA SÃO BENTO A CAIXA DE PANDORA?

Noutras palavras, Hermes deu-lhe graciosa fala enchendo-lhe o coração de artimanhas, imprudência, ardis, mentira e astúcia. Por tudo isso ela recebeu o nome de Pandora ( "a que possui todos os dons"). E da forma mais perfeita e eficaz fez-se o malefício. Enfim a bela Pandora está pronta para cumprir sua missão. Mas antes de enviá-la na sua caminhada, Zeus entrega-lhe uma caixa coberta com uma tampa. Nela estão contidos todos os males que desde então se abateram sobre a humanidade, Pandora é então enviada como presente a Epimeteu cujo nome significa ("aquele que pensa depois" ou "o que reflecte tardiamente"). Zeus ordenou a Hefesto (Vulcano), o Deus das Artes, que modelasse uma mulher semelhante às deusas imortais e que ela fosse muito dotada. Poucas horas depois, Hefesto chegou com uma estátua de pedra que retratava uma belíssima e encantadora donzela. Ela era linda, e clara como a neve. Atena deu-lhe a vida com um sopro e ensinou-lhe a arte da tecelagem, os outros deuses dotaram-na de todos os encantos: Afrodite deu-lhe a beleza, o desejo indomável e os encantos que seriam fatais aos indefesos homens. Apolo confere-lhe a voz suave do canto e a música, as Graças embelezaram-na com lindíssimos colares de ouro e Hermes, a persuasão.

 

Epimeteu havia sido avisado por Prometeu para não aceitar nenhum presente dos deuses, mas, encantado com Pandora, desconsidera as recomendações do irmão. Pandora chega trazendo nas suas mãos uma caixa fechada que trouxera do Olimpo como presente de casamento ao marido. Pandora abre-a diante dele e de dentro, como nuvem negra, escapam todas as maldições e pragas que assolam todo o planeta. Desgraças que até hoje atormentam a humanidade. Pandora ainda tenta fechar a caixa divina, mas era tarde demais: ela estava vazia, com a excepção da "esperança", que permaneceu presa junto à borda da caixa. A única forma do homem para não sucumbir às dores e aos sofrimentos da vida. Assim, essa narração mítica explica a origem dos males, trazidos com a perspicácia e astúcia “daquela que possui todos os dons”. Mas Zeus não quer que os homens esperem mais nada. A um só gesto do deus, Pandora fecha a caixa, deixando a esperança calada no fundo, escondida para sempre. Os homens ficam novamente submissos e humildes. Mas Zeus inventa a forma mais rápida de destruir o paraíso desses homens: a mulher.  

publicado por luzdequeijas às 12:23
link | comentar | favorito

A MATEMÁTICA E A INFORMÁTICA

DESENVOLVER A INFORMÁTICA É DESENVOLVER A MATEMÁTICA. QUERER DESENVOLVER A INFORMÁTICA OFERECENDO "MAGALHÃES" E DEIXANDO A MATEMÁTICA MORRER NAS ESCOLAS, É GASTAR MUITO DINHEIRO E DEIXAR MORRER A INFORMÁTICA, A MATEMÁTICA E O PROGRESSO HUMANO!

 

Resumo Histórico da Informática

 

Vejamos agora apresentar um breve relato da história da informática. Breve porque se fossemos contar a sua história com riqueza de detalhes seria necessário escrevermos um livro e não um capítulo propriamente dito.  Para este fim veja-se uma rápida trajectória, abordando o surgimento do primeiro computador, os antecedentes deste fato, e todo o percurso desde a antiguidade até aos dias actuais. 

É de referenciar que a construção destas fascinantes máquinas está directamente ligada com a matemática, ou melhor, com a matemática dos matemáticos.

É difícil passar por esta trajectória sem esbarrar com nomes de matemáticos e desta forma, acredito que a história da matemática nos faz aprender muito a respeito da matemática, assim, como a história dos computadores também o faz. Grandes feitos matemáticos aconteceram por força desta mesma história, isto é, da matemática sendo construída, desenvolvida, aprimorada e tomando força na pesquisa de projectos para a criação dos computadores.

publicado por luzdequeijas às 12:07
link | comentar | favorito

VAMOS FICAR PIGMEUS E ENFEZADOS?

Saúde e bem-estar económico

 

Estudos sobre as variações na altura média dos homens no norte da Europa, sugerem que o progresso económico gerado pela industrialização demorou varias décadas até beneficiar a população como um todo. Eles indicam que, em média, os homens do norte europeu durante o início da Revolução Industrial eram 7,6 centímetros mais baixos que os que viveram 700 anos antes, na Alta Idade Média. É estranho que a altura média dos ingleses tenha caído continuamente durante os anos de 1100 até o início da revolução industrial em 1780 quando a altura média começou a subir. Foi apenas no início do século XX que essas populações voltaram a ter altura semelhante às registradas entre os séculos IX E XI. A altura é considerada um forte indicador de saúde e bem-estar económico.

publicado por luzdequeijas às 11:43
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 15 de Novembro de 2010

COMPLETAMENTE PROTEGIDO PELO ESTADO

por Henrique Raposo às 09:39 | link | partilhar


E que tal taxar os donos do sistema?

(...)

 

II. Bom, podemos discutir o facto de a banca pagar impostos mais baixos do que uma empresa. Essa é uma discussão que deve ser feita. Mas o ponto aqui é outro. Estamos a falar de um tal imposto "especial" para fins imediatos. E, neste sentido, o argumento de Ulrich faz todo o sentido. Os donos dos não-transaccionáveis servidos em regime de monopólio (EDP, GALP, etc) e os donos das PPP (as construtoras) foram os grandes beneficiados da - errada - política económica seguida nos últimos anos. Fala-se sempre nos lucros da banca. Mas esses lucros são feitos num regime de completa livre concorrência. O mesmo não se pode dizer da EDP e da GALP, que vivem num ambiente completamente protegido pelo Estado. Seria da mais elementar justiça vermos a EDP e a GALP a pagar um imposto especial, idêntico àquele que será lançado sobre a banca. E as construtoras? Bom, sobre isso deixo apenas um excerto de um artigo publicado no Público (15 de Outubro) por Henrique Medina Carreira, Henrique Neto, João Salgueiro e Campos e Cunha: em Abril, a degradação da nossa situação levou "as empresas de rating a fazer um abrupto reajustamento em baixa da notação da dívida pública portuguesa (...) No entanto, o Governo, em claro estado de negação, assinou o contrato de uma grande auto-estrada com um custo equivalente a quase 1% do PIB e assinou o contrato do TGV do Caia-Poceirão (...). Estranhamente, esse contrato foi assinado no dia anterior ao anúncio" do PECII.

publicado por luzdequeijas às 21:25
link | comentar | favorito

É MUITA OBSTINAÇÃO!

Mar Salgado

Segunda-feira, Novembro 15:

EU ACHO QUE NOS QUEREM CONFUNDIR...:

Hoje, no Parlamento, o Ministro das Obras Públicas, António Mendonça, discursava sobre a construção do TGV para aqueles que queiram ir de Caia visitar o Poceirão.

Dizia ele que para o dito TGV "serão implementadas um conjunto de medidas."

Há aqui uma falha de concordância na forma e no género e não foi seguramente um mero lapsus linguae, uma vez que o homem estava a ler um discurso previamente escrito.

E o PSD não diz nada?

 

posted by VLX on 3:32 PM # (3) comments

publicado por luzdequeijas às 20:47
link | comentar | favorito

UM BODE EXPIATÓRIO

Novembro 15, 2010

Contra a Alemanha, marchar, marchar ?

— André Azevedo Alves @ 20:38

O Adolfo Mesquita Nunes já o linkou aqui, mas este texto do Michael Seufert merece um destaque autónomo: Agora, viremo-nos contra a Alemanha!

Compreende-se o desespero socialista. Aliás só um grande desespero poderia levar a que tantos responsáveis perdessem a cabeça desta forma. É que com o Orçamento do Estado em vias de ser aprovado, e sem que se veja subsequente tranquilidade da parte dos nossos credores, é preciso arranjar mais um bode expiatório. Claro que o facto de a Alemanha ser o maior contribuinte líquido para o orçamento da UE e para o Fundo de Estabilização Financeira, é um pormenor de somenos importância. Felizmente – perdoem-me o sarcasmo – o governo dá sinais de que percebeu o problema de imagem que estamos a dar aos nossos parceiros europeus. O avanço hoje anunciado pelo ministro das Obras Públicas do TGV, do Novo Aeroporto de Lisboa e da Terceira Travessia sobre o Tejo, só demonstra que é o governo que não está à altura da situação portuguesa.

Insurgente

publicado por luzdequeijas às 20:40
link | comentar | favorito

QUE FUTURO NOS ESPERA?

A FALÊNCIA DOS PARTIDOS E DO PAÍS

A dívida pública portuguesa já ultrapassou há anos a meta dos 60% do PIB e situava-se, em 2010, perto dos 77% daquele indicador com forte tendência para crescer. O que é importante, já que, no fundo, a dívida mais não é que pagar despesa agora com impostos a lançar só no futuro.

Simultaneamente, a dívida externa portuguesa (a das administrações públicas, mais as das empresas estatais e locais, mais as das famílias, empresas privadas e bancos) atinge o patamar dos 233% do PIB, o que não deixa de ser calamitoso para um país pobre e com previsão de débil crescimento económico nos próximos anos.

O Estado decidiu viver alegremente acima das suas possibilidades nos últimos anos, e boa parte dos agentes económicos privados (famílias, empresas e bancos) não hesitou em lhe seguir o exemplo. Mas as maiores responsabilidades pelo insustentável endividamento externo do país têm de ser atribuídas aos decisores financeiros públicos (incluindo os políticos) que, de forma incompetente e opaca, autorizaram e contraíram, sucessivos empréstimos que se mostram, objectivamente excessivos e incomportáveis para a capacidade financeira de Portugal.

E assim agindo, levaram o povo a copiá-los, como é socialmente normal e natural.

Juiz Carlos Moreno  

publicado por luzdequeijas às 19:41
link | comentar | favorito

MONOBRA DE DIVERSÃO

Por:Luís Marques Mendes, ex-líder do PSD

 

Inopinadamente, o ministro Luís Amado resolveu surpreender o país com a ideia da urgência de um governo de coligação. A estupefacção foi ainda maior em função do momento escolhido para o anúncio - uma semana depois de o governo ter conseguido aprovar o seu orçamento para 2011.

Assim, esta proposta não resiste a três comentários directos.

Primeiro: pelo momento em que surge, esta ideia é um exercício de hipocrisia. Propor um governo de coligação podia ter feito sentido há um ano, quando o povo retirou a maioria absoluta ao PS. Só que então o PM não o fez. Limitou-se a cumprir um pró-forma, perguntando genericamente a todos os partidos se estavam disponíveis para o governo. Ora, quem quer fazer uma coligação não faz perguntas gerais e abstractas; faz sim uma proposta concreta e objectiva a um partido e negoceia-a com empenho. O que não sucedeu.

Segundo: esta ideia soa a uma operação palaciana de puro jogo de poder. Diz-se que é necessário um governo de coligação, mas não se diz para quê. É para reformar a justiça, mudar o estado social, agilizar a lei laboral, combater o desemprego, reforçar a produtividade, investir na competitividade do país?

Sobre tudo isto, que é o essencial, omissão total. Fica a sensação de que o que interessa é manter o poder a qualquer preço em vez de se pensar como é que ele pode ser útil aos cidadãos. É a política no seu pior. Muita táctica e interesseira. Sem conteúdo, sem substância e sem objectivo estratégico.

Finalmente: esta ideia é uma manobra de diversão visando alijar responsabilidades. A verdade é esta: apesar de maioritário, este governo tem tido todas as condições para governar. Teve os PEC 1 e 2, dois orçamentos aprovados e nenhuma lei essencial recusada.

Se não governa, não é porque não pode. É porque não sabe ou não quer. Se não tem resultados, não é por falta de condições. É por falta de competência. Esta é a realidade dos factos. Tudo o resto é um exercício de passa culpas.

Há pois uma conclusão a tirar: num tempo em que o PS está em desagregação, em perda acelerada nas sondagens, a sentir o poder a fugir-lhe debaixo dos pés, esta ideia cheira a desespero e a fuga às responsabilidades. Nada tem a ver com os interesses do país. Tem só a ver com as dificuldades do PS e a sua preocupação em encontrar soluções para se manter no poder.

Ou seja, é mais um jogo de interesses, de cadeiras e de poder. A expressão do lado mais detestável da política.

publicado por luzdequeijas às 17:13
link | comentar | favorito

AS MOSCAS E A PORCARIA

 

Manuela Ferreira Leite propôs há tempos a suspensão da democracia por seis meses. Nem mesmo a ironia a livrou de um coro indignado de críticas.

 

Por:António Ribeiro Ferreira, Jornalista

 

Agora, um conjunto de sábios anda a espalhar a ideia de que é preciso pô-la no congelador por vários anos. As carpideiras do costume calam e até parecem gostar. Em nome da Pátria, claro. Depois de uma profunda e séria reflexão sobre esta desgraça chamada Portugal, os génios do costume, actores e cúmplices de todas as políticas criminosas que empobreceram, empobrecem e vão empobrecer ainda mais os indígenas, descobriram o caminho da salvação e o culpado de todos os males. Passados, presentes e, sabe-se lá, futuros. Nada mais, nada menos do que o engenheiro relativo. Um verdadeiro mau da fita que é preciso abater para ficar tudo na mesma. As moscas e a porcaria. Vão-se catar.

publicado por luzdequeijas às 17:06
link | comentar | favorito

GEREM O PRÓPRIO AMIGUISMO

Portugal está cheio de campeões da indignação. Basta ler os jornais ou ouvir os programas televisivos de terúlia. Pulula por aí uma rapaziada com uma fabulosa agenda de indignação.

 

Por:Eduardo Dâmaso, director-adjunto

 

Muito selectiva, é certo, mas genuína indignação. Indignam-se todos os dias com Passos Coelho, com a justiça, com os jornais, com a polícia, com os economistas que anteciparam a crise, com os economistas que têm uma visão divergente da do Governo, com o FMI, com o populismo, com as escutas, com a Face Oculta, com o Freeport e por aí adiante. São um pouco preguiçosos, não vão muito aos factos, desconhecem as leis que o próprio Governo que apoiam fez e barricam-se em meia dúzia de generalidades consensuais (defesa do Estado de Direito, reserva da vida privada, etc).

Enfim, entretêm-se na sua indignaçãozinha de salão. Não se lhes ouve uma palavra sobre o desemprego, o privilégio de receber milhões em dividendos sem pagar um tostão de imposto, a manipulação da máquina do Estado para favorecer o nepotismo e outros ‘ismos’. Gerem apenas o seu próprio amiguismo. São amigos, de amigos, de amigos. Não lhes interessa falar muito do poder político dominante que tem uma dupla moral, uma dupla contabilidade e uma dupla verdade. Na verdade, porque haveriam de se incomodar com isso? A crise não lhes toca!

publicado por luzdequeijas às 16:59
link | comentar | favorito

VISIONANDO UMA OUTRA DEMOCRACIA

Está a começar a nascer um outro conceito de sociedade. Um actual estado geral muito crítico, foi-se desenvolvendo e vai transformando hábitos anteriores e mesmo seculares. Toda a gente, de forma espontânea, começou a participar na vida local. Os que mais se distinguiam pelo seu esforço ou pelas suas qualidades natas, começaram por ser eleitos para a administração autárquica. Um serviço local gratuito à sociedade civil (pós laboral), ou mais presente e financiado pelo Estado. Alguns dos conceitos já anteriormente em prática, foram absorvidos nesta nova orientação política. Os órgãos da comunicação social, foram encorajando a libertação de novos conceitos e atitudes. Como regra geral todas as pessoas adultas deveriam prestar um serviço gratuito à sociedade de bem-estar que se estava a tentar edificar, dentro dos parcos recursos financeiros existentes. O alforge da política nacional, começa por ser escrutinado de perto, pelos vizinhos no dia a dia. Nas mentes da população irão desaparecendo velhos e ultrapassados conceitos como esquerda vs direita. No centro das preocupações gerais da nova política, acabaria por estar a população em geral! A seriedade, o trabalho e a transparência. A entrega será ao povo, nunca aos interesses. Partidos só a nível nacional, mas sempre em concorrência, com esta fonte original de formar políticos.

 

O acesso ao sistema político nacional é determinado pelas provas dadas no empenho e qualidade da prestação dada por cada um à sociedade, no trabalho profissionale no desempenho local. Assim nascerão aqueles que nos irão, de facto, representar políticamente.Os

eleitos locais, com provas dadas, serão propostos às candidaturas nacionais em representação da sua região. O poder cria-se, assim, de baixo para cima e não ao contrário como na velha democracia. Um mau desempenho na política nacional dado por um político, retira-o da vida política nacional, regional ou local.  É desta vontade nascida de uma opinião pública moral, vitalizada no total respeito pela imparcialidade e transparência escrupulosa, que nasce um sistema político indestrutível e solidário, assente no poder da razão, da verdade e do serviço à sociedade. O político é escrutinado diariamente no seu desempenho perante os códigos de honra estipulados, tais como: o amor aos princípios da boa gestão financeira e exemplo generalizado de rigor e de austeridade, no dispêndio do dinheiro dos contribuintes.

A “FAMÍLIA” é aceite por todos como a instituição mais sagrada da nova sociedade civil. Tem representação obrigatória na tomada de todas as decisões políticas, através de um Conselho Nacional da Família. O mesmo acontece com os idosos (mais de 65 anos) e com as crianças (representadas por um dos pais), em ambos os casos com um Conselho Nacional Eleito. Estas franjas da sociedade teriam dignidade de vida assegurada, nomeadamente nos casos mais difíceis e ingratos, com recursos a pequenos impostos a nível nacional. Muitos outros acabariam.

 

A entrada na reforma existirá por requerimento do próprio e análise de um Conselho Consultivo, nos casos de idade inferior a 65 anos. Como alternativa depois da reforma e por sua solicitação quem o pretenda prestará trabalho cívico à sociedade civil (à sua escolha), em regime gratuito e ou minimamente subvencionado e apoiado. Estar ocupado é defendido como forma de bem-estar e saúde. Muito do trabalho de vigilância em hospitais e escolas será prestado desta forma, com horários leves. Igualmente a vigilância dos jardins e outros espaços públicos abertos, terão a mesma forma de cuidados por parte deste voluntariado.

A sociedade deve procurar organizar-se com recurso, sempre que possível, ao trabalho no local de residência ou, mesmo, no lar. O Estado deverá prestar apoio colectivo para facilitar esta nova realidade. Pretende-se dar mais qualidade de vida às pessoas com menor utilização dos transportes públicos e tempo perdido. Todo o tecido social sairá reforçado com esta nova estratégia, pois o caminho faz-se sempre rompendo com hábitos desvantajosos, depois de um uso mostrado ultrapassado e inconsequente. Posta em prática esta NOVA DEMOCRACIA, ele própria se irá regenerando e qualificando. Não é utopia é querer mais e melhor para todos. Sem mexer muito, o caminho apontado permite corrigir o velho conceito de representatividade e diminuir a importância dos Partidos Políticos.

António Reis Luz

 

publicado por luzdequeijas às 16:30
link | comentar | favorito

AOS MINISTROS PROVOCADORES

O Estado não tem fatalmente que realizar negócios ruinosos com os privados quando contrata Parcerias Público-Privadas (PPP), nem de aceitar sistemáticas derrapagens de custos e de prazos em obras públicas, nem de manter empresas públicas cronicamente deficitárias e sobre-endividadas.

Também é sua obrigação não relegar para as gerações futuras o pagamento de despesa não justificada pela equidade inter-geracional, ou financeiramente insustentável, e muito menos continuar a gastar alegremente mais do que tem e depois obrigar ciclicamente os contribuintes a apertar o cinto, por imposição dos credores internacionais e de Bruxelas.

Juíz Carlos Moreno

publicado por luzdequeijas às 14:32
link | comentar | favorito

INSULTOS AO POVO ?



TGV vai avançar mesmo no início
de 2011, diz António Mendonça

O ministro das Obras Públicas confirmou esta segunda-feira, no Parlamento, que as obras do troço Poceirão-Caia irão arrancar durante o primeiro trimestre de 2011. Segundo António Mendonça, «também está igualmente a ser preparado do ponto de vista técnico e financeiro o projecto de ligação Lisboa-Poceirão, incluindo a Terceira Travessia do Tejo, para ser lançado em tempo oportuno».
publicado por luzdequeijas às 12:48
link | comentar | favorito

A CÁRITAS ADVERTE


Período negro da crise ainda não chegou, adverte Cáritas
A Cáritas Portuguesa advertiu que «o período negro da crise ainda não chegou» e que o desemprego vai subir e será de longa duração, recomendando «um menor despesismo» e uma «luta permanente contra as assimetrias sociais».
publicado por luzdequeijas às 00:09
link | comentar | favorito
Domingo, 14 de Novembro de 2010

ESTE É O GOVERNO NEEMIAS

Por:Paulo Pinto Mascarenhas (paulomascarenhas@cmjornal.pt)

  

 

 

( ... )Confesso as minhas preferências: gostava que o vencedor final saísse do trio formado pela Sandra Pereira, o Adriano Diouf e a Carolina Deslandes. De origens e características muito diferentes são de longe os meus candidatos favoritos. Reconheço também uma embirração: o Neemias, por ser um chorão. Pior ainda, só chora nos momentos apropriados, quando está em risco de ser desqualificado. Ou seja, é um choramingas profissional, o campeão das lágrimas de crocodilo.

Certo é que o bom do Neemias se vai mantendo entre os finalistas do concurso, resistindo até hoje à eliminação. Parece que os portugueses gostam de chorões, o que talvez explique a longevidade política do primeiro-ministro José Sócrates. Portugal é o país choramingas, a nação queixinhas da Europa.

As taxas de juros da dívida soberana ultrapassam todos os recordes e o ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, aponta o dedo à chanceler alemã, Angela Merkel. O desemprego cresce de forma vertiginosa e a responsabilidade é da "maior crise mundial dos últimos oitenta anos".

Os homens – e as mulheres – também choram, mas não convém exagerar. A culpa nunca é nossa, é sempre dos outros. O Governo dá um péssimo exemplo e chora por tudo e por nada. A culpa nunca é sua, é sempre da Oposição. É o Governo Neemias.

publicado por luzdequeijas às 17:28
link | comentar | favorito

MEDIDAS POLÍTICAS FRACTURANTES

"No fundo da alma de qualquer povo dormem, ignoradas, forças infinitas. Quem as souber despertar, moverá montanhas"

A Nação é uma sociedade humana de pessoas livres e grupos naturais autónomos. É a Nação que cria o Estado. Sendo o Estado criatura da Nação, não pode absorvê-la ou dominá-la.

A Nação pode modificar o Estado, mediante reformas constitucionais, mas o Estado não pode modificar a Nação, violentando a sua índole, a sua tradição, o seu modo de ser, as suas aspirações. Toda a política estatizante é aberrante da natureza humana e fere os direitos fundamentais em que se alicerça a Nação.

publicado por luzdequeijas às 15:58
link | comentar | favorito

A EVOLUÇÃO SOCIAL E TECNOLÓGICA

A evolução social do homem confunde-se com as tecnologias desenvolvidas e empregadas em cada época. Diferentes épocas da história da humanidade são historicamente reconhecidas, pelo avanço tecnológico correspondente. As idades da pedra, do ferro e do ouro, por exemplo, correspondem ao momento histórico-social em que foram criadas “novas tecnologias” para o aproveitamento desses recursos da natureza de forma a garantir melhor qualidade de vida. O avanço científico da humanidade amplia o conhecimento sobre esses recursos e cria permanentemente “novas tecnologias”, cada vez mais sofisticadas. (Kenski, 2003, p. 20)

Até chegar ao computador o homem sempre, desde os primórdios, procurou meios de substituir a rotina dos seus trabalhos por um instrumento que pudesse fazer isso por ele. Das armadilhas para a captura dos animais até aos mais sofisticados computadores da actualidade o homem sempre se apoiou no automatismo.

Os artistas plásticos, apaixonando-se pelas suas estátuas, procuravam dar-lhes movimento, e mesmo vida. A história da Antiguidade está recheada de aspirações, imaginações, fantasias, muitas vezes transformadas em mitologia. 

publicado por luzdequeijas às 14:54
link | comentar | favorito

A MÁQUINA A VAPOR

FOI O IMPULSO QUE FALTAVA!

As primeiras máquinas a vapor foram construídas na Inglaterra durante o século XVIII. Retiravam a água acumulada nas minas de ferro e de carvão e fabricavam tecidos. Graças a essas máquinas, a produção de mercadorias aumentou muito. E os lucros dos burgueses donos de fábricas cresceram na mesma proporção. Por isso, os empresários ingleses começaram a investir na instalação de indústrias. As fábricas  espalharam - se rapidamente pela Inglaterra e provocaram mudanças tão profundas que os historiadores actuais chamam àquele período de Revolução Industrial. O modo de vida e a mentalidade de milhões de pessoas transformaram - se, com uma velocidade espantosa. O mundo novo do capitalismo, da cidade, da tecnologia e da mudança incessante triunfou.

As máquinas a vapor bombeavam a água para fora das minas de carvão. Eram tão importantes quanto as máquinas que produziam tecidos.

As carruagens viajavam a 12 km/h e os cavalos, quando se cansavam, tinham de ser trocados durante o percurso. Um trem da época alcançava 45 km/h e podia seguir centenas de quilómetros. Assim, a Revolução Industrial tornou o mundo mais veloz.

publicado por luzdequeijas às 14:46
link | comentar | favorito

CONDIÇÕES DE VIDA MELHORARAM

Efeitos na Sociedade

Na esfera social, o principal desdobramento da revolução industrial foi a transformação nas condições de vida nos países industriais em relação aos outros países da época, havendo uma mudança progressiva das necessidades de consumo da população conforme novas mercadorias foram sendo produzidas.

A Revolução Industrial alterou profundamente as condições de vida do trabalhador braçal, provocando inicialmente um intenso deslocamento da população rural para as cidades. Criando enormes concentrações urbanas; a população de Londres cresceu de 800 000 habitantes em 1780 para mais de 5 milhões em 1880, por exemplo. Durante o início da revolução industrial os operários viviam em condições horríveis se comparadas às condições dos trabalhadores do século seguinte. Tendo um cortiço como moradia e ficava submetida a jornadas de trabalho enormes, que chegavam até a 80 horas por semana. O salário era medíocre (em torno de 2.5 vezes o nível de subsistência) e tanto mulheres como crianças também trabalhavam, recebendo um salário ainda menor.

A produção em larga escala e dividida em etapas iria distanciar cada vez mais o trabalhador do produto final, já que cada grupo de trabalhadores passava a dominar apenas uma etapa da produção, mas a sua produtividade ficava maior. Como a sua produtividade aumentava os salários reais dos trabalhadores ingleses aumentaram em mais de 300% entre 1800 até 1870. Devido ao progresso ocorrido nos primeiros 90 anos de industrialização, em 1860 a jornada de trabalho na Inglaterra já se reduzia para cerca de 50 horas semanais (10 horas diárias em cinco dias de trabalho por semana).

Horas de trabalho por semana para trabalhadores adultos nas industrias têxteis:

1780 - em torno de 80 horas por semana

1820 - 67 horas por semana

1860 - 53 horas por semana

Segundos os socialistas, o salário, medido a partir do que é necessário para que o trabalhador sobreviva (deve ser notado de que não existe definição exacta para qual seja o "nível mínimo de subsistência"), cresceu à medida que os trabalhadores pressionam os seus patrões para tal, ou seja, se o salário e as condições de vida melhoraram com o tempo, foi graças a organização e movimentos organizados pelos trabalhadores.

publicado por luzdequeijas às 14:42
link | comentar | favorito

FUGA DE CÉREBROS

 

Emigração portuguesa está a transformar-se em fuga de cérebros

 

Domingo, 06 Junho 2010 12:21

  

A chamada "fuga de cérebros" está a aumentar em Portugal e vai continuar a crescer no futuro, cabendo ao Governo criar condições para colmatar essas saídas, defendeu o coordenador do Observatório da Emigração.
"Aumentou o peso da população que migra, não tanto pelas razões económicas, mas mais pela procura de condições de realização pessoal e profissional. Sobretudo na área do trabalho qualificado e essa é uma emigração que inevitavelmente continuará a aumentar", disse Rui Pena Pires.
Numa entrevista à agência Lusa por ocasião do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, que se assinala na quinta feira, o sociólogo alertou para a necessidade de Portugal criar condições para colmatar a saída de pessoas qualificadas.
"Ninguém acreditará se alguém disser que dentro de 10 ou 15 anos teremos capacidade de dar emprego com condições de realização profissional elevadas a setores muito qualificados equiparados aos Estados Unidos, à União Europeia (UE), à França ou à Alemanha. É impossível", afirmou.
O especialista em migrações contrariou ainda a ideia recente de que há uma nova vaga de emigração, afirmando que essa vaga "não é nova", simplesmente "esteve muito tempo escondida do olhar público".
"A emigração recomeçou no final dos anos 1980. Assim que se deu a integração europeia, os acordos facilitaram a liberdade de circulação e recomeçou a emigração portuguesa para o espaço europeu", disse.
A novidade desta vaga emigratória prende-se com os destinos escolhidos.
Além dos tradicionais destinos França, Alemanha e, obviamente, o Luxemburgo, surgiram também o Reino Unido, Espanha e, mais recentemente, Angola.
Outra novidade da emigração portuguesa prende-se com a sazonalidade, que não existia nos anos 1960 e 1970 quando as pessoas saíam do país para sempre ou por muitos anos, disse.

Afirmando que, por ano, saem de Portugal entre 60 a 70 mil pessoas, Rui Pena Pires estima entre 2,3 milhões e 2,5 milhões o número de portugueses no estrangeiro e ressalva que os cinco milhões frequentemente referidos contabilizam os filhos dos emigrantes já nascidos nos países de acolhimento.

"Mesmo assim, é um número muito elevado para um país com 10 milhões de habitantes", ressalvou.

publicado por luzdequeijas às 14:24
link | comentar | favorito

TEMOS DE CRIAR CONDIÇÕES

PARA TODOS OS PORTUGUESES PODEREM VIVER NO SEU PAÍS SEM TEREM DE EMGIRAR

 

Metade dos portugueses vive no estrangeiro

Entre 200 e 2006 a percentagem dos emigrantes aumentou 52,6 por cento, dentro da Europa. Espanha e Reino Unido são os novos destinos

 

O número de portugueses que emigraram, dentro da Europa, aumentou 52,6 por cento entre 2000 e 2006. A notícia é avançada esta segunda-feira pelo jornal Diário de Notícias, que cita o Relatório Internacional sobre Migrações de 2007 da OCDE.

 

Metade da população nacional vive no estrangeiro. Cinco milhões de portugueses optaram por emigrar e, na Europa, o valor subiu de 419 mil para 639 mil nos últimos seis anos.

Apesar de muitos cidadãos lusos continuarem a emigrar para a Suíça, Andorra, Luxemburgo e até França, há um acréscimo de fluxo para Espanha e o Reino Unido. Só na Alemanha se registou uma diminuição de portugueses.

«Portugueses ganham menos, trabalham mais e não reclamam»

Desde a década de 80 que Portugal também se tornou num país de destino para muitos que procuram uma vida melhor, mas isso não significou que menos portugueses procurassem outro futuro lá fora.

Jorge Malheiros, o autor do relatório português, explicou ao Diário de Notícias que «os portugueses continuam a emigrar. E, quando se compara a evolução do emprego em Portugal entre 2003 e 2006, verificamos que este estabilizou. Se tirarmos o crescimento dos estrangeiros empregados, o emprego dos portugueses diminuiu, o que quer dizer que esses tiveram que ir para algum lado».

publicado por luzdequeijas às 13:55
link | comentar | favorito

PESQUISA DE PORTUGUÊS

 Segunda-feira, Novembro 08, 2010

 

 Investigador português cria o primeiro fígado artificial

 

Pedro Baptista é um investigador português de 33 anos que lidera uma equipa que criou o primeiro fígado artificial em laboratório que, para já, só tem 2,5 centímetros e pouco mais de 5 gramas. "Se as coisas correrem bem nas experiências com os ratos, ou seja, se o órgão tiver a função que nós esperamos, então começaremos a tentar aumentar o seu tamanho e o transplante numa espécie maior", explicou Pedro Baptista, que trabalha nos Estados Unidos e publicou a sua investigação no jornal Hepatology. O investigador realçou ainda que "este é um passo importante para os doentes porque são os primeiros fígados alguma vez feitos em laboratório que têm a função de um fígado humano". O médico Manuel Guilherme Macedo afirmou que a descoberta de Pedro Baptista é muito relevante, na medida em que o problema da falta de órgãos para transplante está a aumentar, com grande incidência principalmente no fígado.
Parabéns ao investigador e que a sua pesquisa dê frutos.
 
publicado por luzdequeijas às 13:45
link | comentar | favorito
Sábado, 13 de Novembro de 2010

EMIGRAR NÃO É SOLUÇÃO.

EM TANTOS CAMPOS DE ACTIVIDADE QUE APARECERAM, PORTUGAL E OS PORTUGUESES TIVERAM CAPACIDADE DE SE ADAPTAR A ELES E DE MOSTRAR AO MUNDO QUE SEMPRE TIVEMOS GÉNIO E VONTADE DE VENCER!

 

Analisemos os fenómenos do grande desenvolvimento em Portugal e verificamos que fomos capazes de absorver toda a enorme evolução ocorrida em pouco mais de cinquenta anos! Muitos emigraram, mas muitos ficaram, assimilaram e dominaram! 

 

Mesmo dentro da Europa, este fenómeno do abrupto desenvolvimento tecnológico, em cada país apresenta por certo diferenças sensíveis de natureza humana e cultural, motivo por que, a partir daqui, entendo mais lógico centrar esta análise em Portugal.

Uma das maiores consequências de tudo isto traduziu-se em grandes movimentações de massa humanas acorrendo às solicitações de novas oportunidades de emprego, dentro ou fora do seu país. Muitas vezes noutros continentes e fora da terra que os viu nascer !

Tudo isto exigia de facto uma dinâmica de comportamentos não aprendidos, nem sequer imaginados, todavia altamente emocionantes. Mudança em tudo era a ordem constante numa nova vida para o chefe de família e todos os seus membros, nomeadamente para a esposa, quase sempre empurrada pelas dificuldades económicas para um emprego para além das lides domésticas.

Os baixos salários eram, apesar do emprego, uma condicionante assegurada  para a grande maioria dos trabalhadores. As inúmeras multinacionais que vieram fixar em Portugal na segunda metade do século XX, tinha exactamente na sua mira este objectivo.

As guerras de defesa do nosso ultramar arrastavam milhares de jovens para longe da família, muitas vezes já com filhos nascidos.

Os emigrantes, muitos clandestinos, quando voltavam de férias traziam bons carros e um nível de ostentação que entusiasmava quem tinha ficado. Faziam belas casas na terra e tinham condições de segurança social lá fora de fazer inveja!

publicado por luzdequeijas às 18:38
link | comentar | favorito

CLONAGEM

O que é clonagem

 

Podemos definir a clonagem como um método científico artificial de reprodução que utiliza células somáticas (aquelas que formam  órgãos, pele e ossos ) no lugar do óvulo e do espermatozóide. Vale lembrar que é um método artificial, pois, como sabemos, na natureza, os seres vivos se reproduzem através de células sexuais e não por células somáticas. As excepções deste tipo de reprodução são os vírus, as bactérias e diversos seres unicelulares. 

A primeira experiência com clonagem de animais ocorreu no ano de 1996, na Escócia, no Instituto de Embriologia Roslin. O embriologista responsável foi o doutor Ian Wilmut. Ele conseguiu clonar uma ovelha, baptizada de Dolly. Após esta experiência, vários animais foram clonados, como por exemplo, bois, cavalos, ratos e porcos. 

publicado por luzdequeijas às 18:35
link | comentar | favorito

BARATEAMENTO DO CUSTO FINAL

Transformação de esteróides 

 

A cortisona, descoberta no início da década de 30, e suas propriedades no combate à artrite reumática, levou à pesquisa do desenvolvimento de muitos compostos similares, hoje industrializados e comercializados.

Inicialmente, a síntese da cortisona era feita por via química. Posteriormente, algumas das etapas principais da síntese passaram a ser realizadas por microrganismos o que proporcionou substancial barateamento no custo final.

Outros produtos como hidrocortisona, testosterona, albumina humana, gama globulina, e factor anti - hemofílico estão sendo produzidos e comercializados

publicado por luzdequeijas às 18:33
link | comentar | favorito

MACROMOLÉCULAS

Proteínas reguladoras do metabolismo 

A produção dessas macromoléculas por microrganismos, teve grande impulso com as pesquisas do DNA recombinante.

Os principais produtos são: insulina humana, interferon, hormónio de crescimento humano, peptídios neuroativos,, etc. Desses fármacos, o que se encontra em estágio tecnológico mais avançado é a insulina, fundamental na regulação do teor de glicose no sangue, sendo usada na terapia de pacientes com diabetes.

publicado por luzdequeijas às 18:32
link | comentar | favorito

AUMENTOS DA PRODUTIVIDADE

Inseminação Artificial   

 

A técnica de inseminação artificial em bovinos teve um rápido crescimento a partir de meados da década de 70.

O Estado de São Paulo é de longe o estado brasileiro mais importante na produção e comercialização de sêmem bovino participando com mais de 60% em relação ao total do País.

Como impactos decorrentes da inseminação artificial podem ser citados:

-   aumento da produtividade na produção leiteira

-   liberação de áreas antes ocupadas com pastagens para outra actividades agrícolas.

publicado por luzdequeijas às 18:31
link | comentar | favorito

LIXIVIAÇÃO BACTERIANA

Lixiviação Bacteriana de Minérios  

 

O estudo e aperfeiçoamento dos processos  de concentração de metais em geral  tem contribuído significativamente para o aproveitamento de minérios.

No campo da metalurgia extractiva, mais especificamente da hidrometalurgia, a lixiviação bacteriana de minérios vem merecendo crescente atenção como alternativa para os processos convencionais. Analogamente a lixiviação convencional, baseia-se na solubilidade dos metais em soluções adequadas por meio de reacções químicas e também de reacções bioquímicas.

Cobre, urânio e zinco são exemplos de minerais que podem ser recuperados através de lixiviação bacteriana.

publicado por luzdequeijas às 18:29
link | comentar | favorito

BOA SEMENTE

Sementes  

A melhoria da produtividade agrícola pode ser conseguida mediante o uso de sementes melhoradas geneticamente. Produtos como a batata , cacau, café, cana-de-açúcar, arroz, cebola, laranja, milho, soja e tomate tiveram progresso na produção agrícola nos últimos anos através do melhoramento genético e selecção de cultivos de maior produtividade e resistência a factores ambientais.

publicado por luzdequeijas às 18:27
link | comentar | favorito

CONTROLAR PARA PROTEGER

Controle Biológico de Pragas

São inegáveis os danos que os insectos/pragas causam à agricultura. A monocultura e o uso indiscriminado de produtos químicos - defensivos agrícolas - eliminam os inimigos naturais que existem em culturas diversificadas, provocando o desequilíbrio ecológico nas áreas de plantio, gerando condições propícias para o aparecimento de pragas além de aumentar a sua resistência.

Os microrganismos patogénicos aos insectos/pragas são adequados à redução específicas, enquanto que os predadores naturais e insectos benéficos são preservados ou podem se desenvolver, estabelecendo o equilíbrio natural. Portanto, os insecticidas microbiológicos são considerados como uma forma alternativa de controle de pragas.

Entre esses podem ser mencionados:

-   fungos - cigarrilha da folha da cana-de-açúcar;

-   vírus - granulose da broca da cana-de-açúcar; lagarta da laranja;

-   parasitas moscas: broca da cana-de-açúcar; vespas:  broca da cana-de-açúcar;

-   bactérias: toxinas - lagarta do algodão e legumes, moscas domésticas e bicheiras. moscas azuis e verdes, moscas das frutas

publicado por luzdequeijas às 18:25
link | comentar | favorito

CAMINHADA NA DESCOBERTA

Fixação de Nitrogénio

 

O nitrogénio, sendo um dos nutrientes fundamentais para as plantas, participa da composição das moléculas de proteína e clorofila, além de desempenhar uma função chave no processo de divisão celular. Assim, uma adequada nutrição em nitrogénio é fundamental para o crescimento vigoroso das plantas.

Uma das possibilidades de fornecimento de nitrogénio às plantas é através da fixação biológica, por microrganismos, utilizando o nitrogénio existente no ar.

Esses fixadores de nitrogénio, denominados inoculantes, podem ser usados em leguminosas, gramíneas, florestas, ambientes aquáticos, etc.

 

publicado por luzdequeijas às 18:23
link | comentar | favorito

MARCOS HISTÓRICOS DA BIOTECNOLOGIA

A tabela 1 mostra os principais marcos históricos no avanço científico e tecnológico da Biotecnologia.

 

Período  

Acontecimento

6.000 a. C.

bebidas alcoólicas (cerveja e vinho) são produzidas por sumérios e babilónios

2.000 a.C.

panificação e bebidas fermentadas são utilizadas por egípcios e gregos

1875 d. C.

Pasteur mostra que a fermentação é causada por microrganismos

1880-1910

surgimento da fermentação industrial (ácido láctico, etanol, vinagre)

1910-1940

síntese de glicerol, acetona e ácido cítrico

1940-1950

antibióticos são produzidos em larga escala por processos fermentativos

1953

estabelecida a estrutura do DNA

1073

início da engenharia genética

1982

insulina humana é produzida

publicado por luzdequeijas às 18:19
link | comentar | favorito

SEMPRE A INOVAR

VACINAS 

As vacinas representam um importante instrumento no controle de doenças infecciosas. Muitas doenças podem ser evitadas pela imunidade induzida como a poliomielite, a varíola e o sarampo.

As vacinas podem ser de origem virai, bacteriana, protozoária e mesozoária.

A Biotecnologia, através da técnica do Adn recombinante, tem envidado esforços no desenvolvimento de novos agentes imunizantes para influenza tipos A e B, herpes, pólio e hepatite A e B,

Vacinas de origem bacteriana, para diversos tipos de meningite, têm sido produzidas por meio de fermentação, bem como o componente pertussis da vacina tríplice.   

António Reis Luz

publicado por luzdequeijas às 18:12
link | comentar | favorito

UM MUNDO INFINITO

TRANSGÉNICOS

 

Mas o que são os transgénicos? Os transgénicos são organismos geneticamente modificados. Um organismo geneticamente modificado é um organismo no qual lhe é incorporado um ou mais genes que lhe são estranhos, provenientes de outro com o objectivo de obter certas características.
Novos e estranhos alimentos vão aparecendo a pouco e pouco por todo o lado. Os efeitos deste tipo de alimentos não são conhecidos por completo. Será mesmo necessária esta intromissão na mãe natureza? Se no século XX os problemas colocados na sociedade de consumo estavam mais a um nível social, económico e até mesmo cultural, no século XXI avizinha-se um século preocupante em que não só permanecem os problemas vividos no século XX, como não se conhecem as consequências no amanhã das experiências de hoje.
Se no final do século XX a sociedade de consumo necessita de um consumo em massa para fazer face à produção em massa, o século XXI, além disso, precisa de uma grande consciência por parte do cidadão consumidor perante fenómenos como os alimentos transgénicos. A produção em massa é hoje um fenómeno civilizacional. A produção em massa é hoje um dado irreversível da sociedade industrial erguida sobre a revolução da ciência e das técnicas contemporâneas. Os organismos geneticamente modificados são hoje também um fenómeno fruto da revolução tecnológica e do desenvolvimento científico. Como pessoas humanas, como cidadãos e como consumidores devemos estar conscientes deste fenómeno. Com esta manipulação da essência da vida não continuaremos a ser vítimas dos nossos próprios progressos, colocando em risco bens tão valiosos como o da nossa saúde física?

António Reis Luz

publicado por luzdequeijas às 18:09
link | comentar | favorito

ENCONTRAR O FUTURO

PROCESSOS FERMENTATIVOS  

A fermentação como processo industrial  apresenta hoje uma importância crescente em sectores chave da economia.

Assim é, que mais de 300 empresas por todo o mundo produzem e comercializam produtos obtidos através de processos fermentativos, tendo sido a produção em escala industrial de bens, através de processos microbiológicos, iniciada a partir da primeira guerra mundial.

Actualmente, existem mais de uma centena de produtos viáveis de serem obtidos através da via fermentativa.

António Reis Luz

publicado por luzdequeijas às 18:06
link | comentar | favorito

EMPREENDORISMO

 

A algaFuel emprega 12 pessoas e tem clientes portugueses e estrangeiros. Este ano começou a vender para o Reino Unido, mas a falta de sol dos países do Norte da Europa dificulta a internacionalização, porque o produto assenta na fotossíntese. Os portugueses são criativos e empreendedores há muitos anos, diz Nuno Coelho, mas não são capazes de planear; e isso é «uma desvantagem com que partem». SOL - Economia & Negócios

 

PS: Os portugueses são, naturalmente, muito criativos, mas começar uma empresa em qualquer área de actividade implica  sempre apoio governamental e com este outros apoios valiosos se seguirão. Porugal está como sabemos, em grandes dificuldades financeiras, mas pode e deve fazer opções geradoras de emprego e criadoras de riqueza nesta área da inovação e das pequenas e médias empresas. Seria oportuno virar as Novas Oportunidades que existem para, em conjunto com Universidades e Entidades Oficiais, resolverem os problemas que surgem a estas empresas na sua luta pelo êxito. Com o dinheiro poupado na dádiva de "canudos" e, com outros quadros e objectivos, o país poderia começar a criar riqueza e exportar. Naturalmente que seriam de estudar as zonas do país mais criativas, erguer nelas centros de apoio burocrático e de gestão a estes emprendedores, e partir para aquilo em que somos realmente bons, a criatividade. Os campos são muitos e as oportunidades nascem desta vontade de querer vencer. Vamos ajudar os mais criativos a vencer e a encontrarem NOVAS OPORTUNIDADES de êxito, com "canudo" ou sem ele! 

 

António Reis Luz

 

publicado por luzdequeijas às 17:34
link | comentar | favorito

FRASE

" O melhor que podia acontecer ao país era o PS convencer a bem o primeiro-ministro a sair"

 

Pacheco Pereira - CM

publicado por luzdequeijas às 17:09
link | comentar | favorito

PENSAMENTO DO DIA

" Estamos numa época em que o fim do mundo já não assusta tanto quanto o fim do mês..."

 

O Zé Povinho

publicado por luzdequeijas às 16:42
link | comentar | favorito

A MÍSTICA RELIGIOSA DA VILA

2010/09/30

Abra o caminho, construa a ponte...


Se sente os seus caminhos bloqueados, vá a uma igreja - com ou sem missa. Observe bem o crucifixo no altar. Alguns pormenores.
Feche os olhos e imagine-se a retirar Cristo da cruz. Arranque os pregos. Primeiro das mãos, depois os pés.
Segure-o num abraço e retire-o totalmente da cruz. É possível que seja ele a abraçar o seu ser.
Tudo bem, sinta a gratidão pelo momento.
Agora prepare-se para aproveitar a madeira que prendia esse ser de Luz. Você vai usá-la para construir uma ponte. Aproveitará até os pregos.
Ao seu lado estará alguém disponível para ajudar.
É mesmo provável que sinta a mão desse ser no seu ombro.
Inicie essa construção.
Abra os seus olhos e saia da igreja, parando durante alguns segundos na porta – face à rua - inspirando produndamente e expirando com um sorriso.
Continue o seu caminho e a construção da sua ponte.


(imagem do altar da Igreja de Queijas, Oeiras - com a devida vénia a Victor Lages, o autor)
 

posted by Mário Rui Santos at 3:24 PM

publicado por luzdequeijas às 12:36
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 12 de Novembro de 2010

ROTA DA PATAGÓNIA

Rota do 'fim do mundo', na Patagónia Chilena, mostra glaciares históricos

DÉBORA COSTA E SILVA
Da Redação *
Entre os fiordes e ilhas localizados na Patagónia Chilena, na região conhecida como Terra do Fogo, geleiras de contornos peculiares impressionam e encantam turistas que percorrem o roteiro mais austral do continente, ou para os mais sonhadores, a rota do "fim do mundo".
  • Débora Costa e Silva/UOL

    O visual combina geleiras, montanhas cobertas de neve e aves típicas da Patagónia Chilena, como o cormorán

PS: Marcos Perestrelo é um jovem que cumpre funções no PS. Já fez de vereador de Lisboa, de candidato a Oeiras, cilindrado por Isaltino de Morais, e agora faz de secretário de Estado da Defesa. É giro. Tão giro que o jovem Perestrelo foi passar uma semana à Patagónia para "encorajar" os marinheiros do navio-escola "Sagres"; que estava por lá atracado. Não se sabe como é que os marinheiros poderiam navegar sem os encorajamentos do nosso Marcos (aliás, nem se faz ideia de como de como a Marinha Portuguesa terá sobrevivido estes anos todos até à chegada do jovem ao Ministério da Defesa). Não há nada como vivermos num país rico que possibilita estas coisas. E lá na Patagónia o défice fica tão longe .....

 

Banana Split - CM

publicado por luzdequeijas às 22:54
link | comentar | favorito

DESORÇAMENTAÇÃO DOS MAGALHÃES

A DESORÇAMENTAÇÃO DO MAGALHÃES É CRITICADA PELO TRIBUNAL DE CONTAS

 

Tribunal de Contas critica a falta de transparência do Governo: os 260 milhões de euros gastos na fundação do Magalhães não constam no OE 

 

SOL

 

(Provavelmente nem estarão inventariados, são abonados a fundo perdido!) É um fartar .... todos os anos, lá sairão mais 260 milhões de euros de qualquer saco azul!

publicado por luzdequeijas às 22:32
link | comentar | favorito

MEU DEUS COMO É FÁCIL ENCONTRAR MILHÕES PARA CORTAR

PARA A RTP EM 2009 VÃO MAIS 143,1 MILHÕES DE EUROS ALÉM DAQUILO QUE NÓS PAGAMOS COM A FACTURA DA LUZ, PORQUÊ?

 

ESTE DINHEIRO RESOLVERIA MUITOS PROBLEMAS GRAVÍSSIMOS A MILHARES DE FAMÍLIAS E NÓS DEXARÍAMOS DE TER SÓCRATES AO LEVANTAR E DEITAR - AO ALMOÇO E JANTAR, O DIA TODO NAS TELEVISÕES A INAUGURAR PEDRAS PARA DAQUI A VINTE ANOS

 

Compensações: Serviços Públicos

Governo dá 457 milhões

O Governo aprovou ontem em Conselho de Ministros 457,4 milhões de euros em indemnizações compensatórias para 2009, mais 11 por cento do que no ano passado.

Por:Pedro H. Gonçalves

 

Pedro Silva Pereira, ministro da Presidência, afirmou que, "comparativamente com 2008, existe um aumento das indemnizações compensatórias na ordem dos 11 por cento, sobretudo devido ao sector dos transportes". "O encargo com o passe escolar é na ordem dos 15,8 milhões de euros e, portanto, trata-se de assegurar que estes serviços públicos são efectivamente prestados aos cidadãos e, naturalmente, têm um custo da parte do Orçamento do Estado", apontou Pedro Silva Pereira.

Na lista de empresas que receberão indemnizações compensatórias estão a Carris e a RTP, entre outras.

 

TOP 5 DAS INDEMNIZAÇÕES

RTP 143,1

CARRIS 53,9

REFER 43,3

CP 34,7

METRO DE LISBOA 28

publicado por luzdequeijas às 22:16
link | comentar | favorito

NÃO HÁ HUMANISMO NESTA SOCIEDADE!

Luz: portugueses vão pagar mais 31 milhões para financiar RTP

Há um duplo aumento em 2011: nas tarifas e na contribuição audiovisual

 

A subida da taxa para financiar a RTP vai provocar um aumento médio de 4,7% na factura eléctrica, avança o jornal «i» na edição desta segunda-feira. Ou seja, em termos práticos isto significa que, no próximo ano, haverá um duplo aumento na factura mensal da electricidade.

É que à subida de 3,8% no preço das tarifas (proposta da ERSE), passa a juntar-se o agravamento de praticamente 30% da contribuição audiovisual, que está assinalada na proposta de Orçamento do Estado para 2011.

Taxa audiovisual na conta da luz sobe 30%

Feitas as contas, a antiga taxa de televisão - paga nas facturas da luz - passa de 1,74 euros para 2,25 euros cada mês. Esta subida possibilitará a revisão em baixa da indemnização compensatória prevista para a televisão pública. Isto quer dizer que para reduzir a factura do Estado, o Executivo vai elevar a factura dos consumidores.

Ora, se juntarmos a subida de 3,8% da electricidade e os 29% da contribuição audiovisual, verificamos que a factura em termos médios vai aumentar cerca de 2 euros por mês para as famílias: o aumento será de 4,7% em relação à factura mensal média estimada pela ERSE, que este ano é de 40,6 euros (sem a contribuição audiovisual).

PSD: este aumento é um atentado contra os portugueses

Recorde-se que a contribuição audiovisual vai garantir uma receita de cerca de 100 milhões de euros à RTP. Com a subida inscrita no OE 2011, o acréscimo de receita ultrapassa os 30 milhões de euros.

 

 

 

 

publicado por luzdequeijas às 20:22
link | comentar | favorito

O ESTADO SOCIAL DE SÓCRATES

ASSALTOU BANCOS PARA COMER

 

Sem emprego e com a mulher doente, Augusto roubou dois bancos com uma arma de plástico

 

Augusto Costa saíu da Segurança Social com mais uma nega aos pedidos de ajuda. No bolso tinha as receitas para comprar os medicamentos para a esclerose múltipla da mulher e 1,5 euros. Foi quanto bastou para comprar numa loja chinesa um revólver de plástico. Apesar do calor que fazia em Maio, vestiu um blusão e entrou no Montepio Geral da Av. da Liberdade, em Lisboa. Em cima do balcão, deixou um papel: «Isto é um assalto. Mantenham a calma. Ponha todo o dinheiro em cima do balcão, rápido.»

Não chegou a falar, fez apenas o gesto suficiente para que se percebesse que tinha uma arma dentro do blusão. Saiu a tremer. ´Só pensava: Meu Deus! Desgracei a minha vida por 380 euros». Desorientado foi a pé até à Pastelaria Suiça, no Rossio, e deitou o blusão fora na casa de banho. O dinheiro gastou-o logo de seguida «na farmácia, no Pingo Doce e para pagar o quarto». ( ... ) Não aguentei e fui entregar-me à Polícia Juduciária. Quando o apanhei no primeiro interrogatório, ele só pedia para ir preso, acrescentando: «Se não me prender, saio daqui e roubo outro». Tentei ajudar a mulher e consegui que a Misericórdia lhe fosse entregar uma refeição por dia ao quarto onde vive, mas ela está doente e deprimida», conta a advogada. ( ... )

 

SOL

 

PS: Isto não é um país cristão. Não pode ser! Ser solidário (nunca socialista) era, de imediato, retirar à RTP os milhões de euros que as pessoas pagam (até os cemitérios) incluídos no pagamento da eléctricidade. Criar sim, uma FUNDAÇÃO DA FAMÍLA a ser gerida por gente credível (reformados), voluntariamente, para analisar todos os casos mais gritantes. Da RTP poderia só restar a RTP2, chegava e sobrava! Quanto às outras Fundações, seriam todas desmobilzadas e os serviços que possam existir (?), transferidos para outras Direcções nas quais, certamente, até podiam funcionar melhor.

António reis Luz

publicado por luzdequeijas às 20:11
link | comentar | favorito

ESPECIALISTA DE MALAS

 

                                  António Preto                                

António Preto surpreendeu os seus colegas de partido quando, numa reunião do grupo parlamentar do PSD, na semana passada, avisou que o OE de Sócrates tem uma mala escondida. Como nos frisava um dos seus companheiros, se há alguém que sabe de malas de dinheiro escondidas é ele - ainda que nem sempre as tenha sabido esconder bem. E ainda por cima, no célebre caso da mala de António Preto, estava envolvido um empresário socialista, que se diz ter sido sócio de Sócrates. O aviso, portanto, só tem de ser levado a sério.

SOL

                           António Preto, o homem da mala                       
publicado por luzdequeijas às 18:50
link | comentar | favorito

CACIQUISMO VOLTOU EM FORÇA AO PS

A denúncia parte de um assessor de Sócrates, que assistiu a actos “repugnantes e condenáveis” nas eleições internas

 

Os «caciques locais» e o «arrebanhamento de cidadãos» estão a instalar-se «perigosamente» no PS e a subverter a democracia interna. Quem o diz é Artur Penedos, assessor de José Sócrates em S. Bento para os assuntos sociais e membro da Federação do Porto. Num artigo de opinião muito duro, publicado no último número do Jornal do PS Acção Socialista, Penedos diz-se indignado com o que viu nas recentes eleições do PS-Porto, em que apoiou Sampaio contra José Luís Carneiro.

Conta que houve pessoas a pagar as quotas em atraso de centenas de militantes, a combinar o sentido de voto à entrada das salas das urnas e ao exercício do voto sem as mínimas condições de confidencialidade.

«Não falo de cor. Falo porque vi e porque achei repugnante, impróprio e condenável», garante.

«A falta de interesse do aderente, que durante tantos anos se colocou à margem da vida do partido, deverá ter consequências para evitar que os amantes de métodos habilidosos possam manipular os mais necessitados ou incautos e, desse modo, recolher benefícios proibidos»,  escreve. (…)

Helena Pereira

publicado por luzdequeijas às 18:37
link | comentar | favorito

ADEUS PASTOR ARROGANTE

"Tu que és o pastor desse rebanho
Não sejas injusto com o mesmo
As ovelhas que estão pastando a esmo
Sentem medo de um mundo tão estranho
E não sabem que és o culpado
O capim que tens guardado
o seu gado gordo come
Mesmo assim as ovelhas te obedecem
porque não te conhecem
Sequer sabem por quê estão com fome

Essas ovelhas
famintas mal tratadas
servem como sentinelas
de uma crise violenta
E o capim que as alimenta
o pastor esconde delas

Que pastor tão ingrato, desumano
tão perverso, tão tirano
que não vê o seu rebanho se acabar
Oh pastor se não tens capacidade
pra cuidar desse rebanho sem maldade
deixe que entre outro pastor no seu lugar

 

ADEUS E NÃO VOLTES

publicado por luzdequeijas às 17:08
link | comentar | favorito

UMA VERDADEIRA MUDANÇA POLÍTICA

Sente-se que a esperança das pessoas se transferiu para Passos Coelho.

Não é que já o vejam como um grande líder - mas vêem-no como alguém em quem querem acreditar.

E essa é a grande diferença: chegou o momento em que a maioria passou a achar que a solução dos problemas já não passa pelo chefe do Governo mas sim pelo líder da oposição.

Deu-se esse clic.

Passos Coelho já tem nas mãos a chave do poder que Sócrates deixou fugir.

Escrevi um dia que Sócrates não ia ser derrotado pela oposição mas sim pela realidade.

Era a realidade que se ia impor e que iria vencê-lo inexoravelmente.

E foi isso, de facto, que aconteceu.

A pressão dos credores do Estado português obrigou o Governo a reconhecer que a situação do país era mesmo desesperada, sendo forçado a negociar com o PSD.

E este foi o momento em que a realidade se impôs à persistente tentativa para a encobrir.

Mas a partir de agora é que o jogo vai começar para Passos Coelho.

A bola já está, em parte, do seu lado.

E é preciso que todos tenham consciência de que a sua tarefa é homérica.

Há que inverter uma situação dificílima - e isto supõe várias acções que exigem uma vontade férrea e um apoio firme: o emagrecimento da máquina do Estado, a redução do Estado Social, a flexibilização das leis laborais, a queda dos salários reais.

O país precisa de libertar capital do lado do Estado - para que as empresas possam investir mais, criando mais emprego e gerando mais riqueza.

A receita é tão simples como isto.

Mas é difícil explicá-la às pessoas, porque elas não aceitam a ideia de viverem com mais dificuldades para que as empresas tenham mais lucros.

Só que é isto mesmo que terá de acontecer.

Porque são as empresas que criam riqueza - e se não tiverem uma vida saudável, se não gerarem lucros, não poderão investir e criar mais riqueza.

Este será o problema de Passos Coelho.

Quanto a Sócrates, mesmo que o PS quisesse substituí-lo agora, tal já não seria possível.

É por isso que todos os socialistas o defendem, mesmo os que não gostam dele, os que duvidam da sua seriedade, os que duvidam dos seus métodos.

Ninguém quer a sua queda - porque todos sabem que ela também os arrastará.

A queda de Sócrates corresponderá necessariamente a uma mudança de ciclo.

No Governo, nos organismos do Estado, nas empresas públicas, vai haver uma alteração de cor.

Resta saber se Passos Coelho será capaz de transformar essa alteração de cor numa verdadeira mudança política.

Se não for assim, não terá valido a pena.

JAS

publicado por luzdequeijas às 17:00
link | comentar | favorito

AGORA É IRREVERSÍVEL

Na trapalhada que envolveu o Governo e o PSD a propósito do Orçamento do Estado, enganei-me: pensei que Passos Coelho ia sair destroçado daquele episódio.

Afinal, quem se queimou foi Sócrates.

E tudo mudou em 15 dias: há um mês, o PS e o PSD estavam empatados nas sondagens e Passos Coelho perdia popularidade a olhos vistos; duas semanas depois, o PSD estava à beira da maioria absoluta e o PS caía a pique.

Isto também mostra a volatilidade actual da opinião pública: boa parte do eleitorado pode mudar de opinião de um momento para o outro.

Apesar disso, julgo que a queda de José Sócrates é agora irreversível.

Muito dificilmente ele recuperará.

Tendo-se revelado um gato com sete vidas, que morreu e renasceu várias vezes, Sócrates deve ter chegado ao fim deste seu ciclo político.

Poderá voltar - mas vai ter de sair.

Muitas pessoas já não conseguem ouvi-lo, embirram com a sua voz e deitam pelos olhos os seus truques oratórios, não acreditam que ele será o homem capaz de inverter a situação.

Sente-se que a esperança das pessoas se transferiu para Passos Coelho.

Não é que já o vejam como um grande líder - mas vêem-no como alguém em quem querem acreditar.

E essa é a grande diferença: chegou o momento em que a maioria passou a achar que a solução dos problemas já não passa pelo chefe do Governo mas sim pelo líder da oposição.

Deu-se esse clic.

Passos Coelho já tem nas mãos a chave do poder que Sócrates deixou fugir.

 

SOL - JAS

publicado por luzdequeijas às 16:55
link | comentar | favorito

BARATAS TONTAS

12 Novembro, 2010 – 08:56

Os irresponsáveis que nos governam continuam surpreendidos porque Angela Merkel defende os interesses da Alemanha em vez de defender os interesses portugueses.

Os irresponsáveis que nos governam foram incompetentes para defender os nossos interesses mas esperam que Angela Merkel abdique dos seus e defenda os nossos.

Os irresponsáveis que nos governam têm grandes ideias sobre como deve ser governada a Europa e até o mundo, mas nada sabem sobre como deve ser governado um pequeno país como Portugal.
Os irresponsáveis que nos governam (e respectivos apêndices) continuam a diabolizar os mercados, revelando dessa forma ao mundo a sua desorientação, ignorância e falta de credibilidade.

Os irresponsáveis que nos governam continuam sem assumir qualquer responsabilidade pelas contas públicas. Com tão mau dignósticos é improvavel que consigam resolver o problema.

 

Por JoaoMiranda
publicado por luzdequeijas às 16:35
link | comentar | favorito

OS AGACHADINHOS ESTÃO FARTOS

Portugal é um país sui generis. Os primatas que por cá nascem andam de pé como o homo sapiens. Interiormente, contudo, quase todos vivem agachadinhos. Basta sentirem que alguma coisa que digam ou façam os pode prejudicar na sua vidinha e zás: do peito dos bravos lusitanos salta logo o "homo agachadinhus" que trazem dentro deles. Mas o pior de tudo é desagradar ao padrinho ! As consequências podem ser terríveis e muito duradouras !

Os sinais de má formação congénita são os seguintes: quem devia falar, não fala; quem devia escrever, não escreve; quem devia opinar, não opina.

Quem devia demitir-se, não se demite.

Nem todos, contudo, sofrem do mal.  (..... )

Nicolau Santos - Expresso   31-10-2009

 



publicado por luzdequeijas às 16:14
link | comentar | favorito

É PREFERÍVEL IR AO CIRCO

11/07/2009

"Quando aparece o Sócrates na televisão, eu mudo de canal. Para espectáculo, vou ao circo."

Mais uma grande entrevista do Nosso Grande Dr. Medina Carreira!
"Há quem lhe chame incómodo, pessimista, controverso, fatalista, profeta da desgraça, treinador de bancada. Henrique Medina Carreira está-se nas tintas. Aos 78 anos, sente-se na obrigação de não estar calado e de alertar os portugueses para a "fraude" em que vivem. Fá-lo da única maneira que sabe: com frontalidade, sem medir as palavras.

A este homem, que já foi subsecretário de Estado do Orçamento entre 1975 e 1976 e ministro das Finanças do I Governo Constitucional de Mário Soares, os adjectivos não fazem mossa. Diz que é abordado na rua pela gente que interessa: o povo. A "piolheira política em que vivemos" fá-lo ponderar calar-se de vez. Será?

AOS 78 ANOS, CONTINUA A ESTUDAR, A ESCREVER  E A CRITICAR TUDO E TODOS, SEM PIEDADE.  Afinal, o que o move?


É um dever trabalhar enquanto a saúde o permite e é também uma autodefesa. Move-me o facto de ser cidadão de um país pobre, pouco educado, sem a percepção disso, e que não sai da cepa torta. Por ser assim, escolhe dirigentes que não são os mais aconselháveis para o ajudar a sair do lodo em que está metido.

É O PÉSSIMISMO DE SERVIÇO. QUANDO FAZ FALTA UMA VOZ CRÌTICA, JÁ SE SABE, A QUEM TELEFONAR. NÃO O PREOCUPA SER O INCOMODO DO NÚMERO UM DA NAÇÃO?

Não sou pessimista. Chamam-me assim porque, para me responderem, tinham de ir trabalhar, estudar os números, raciocinar. Limitam-se a chamarem-me pessimista e dão repercussão a essa ideia. É a coisa mais estúpida deste mundo e é a fórmula cómoda de tentar anular o meu pensamento. Enquanto não vir gente capaz de tomar conta deste país, sou incómodo. Quando olho para os partidos, para estes dirigentes, não posso ser outra coisa. Os factos mostram que somos a pior economia da Europa e dos países mais endividados. Até hoje, não consegui arranjar uma pessoa para discutir comigo num programa na televisão...

TÊM MEDO DE SI? 

Não é de mim, é dos números. Mexer em números, com rigor, dá trabalho. Os políticos e a gente que se serve disto usam o país como uma manjedoura. ( ... )

PS: Os canais televisivos portugueses deviam pensar no povo e no respeito que ele lhes deveria merecer. É uma afronta abrir a televisão e lá está aquele que levou os portugueses à bancarrota! Aquele que de longe mais mentiu ao povo! Aquele que não tem um mínimo de condições, de toda a ordem, para ser primeiro-ministro. Acredito que tenha muitos admiradores na população socialista a quem ele distribuiu "tachos" que mais parecem "alguidares". MAS não insultem mais os pobres e tirem as mentiras das televisões. Façam reportagens sérias.
POR FAVOR. O POVO ESTÁ SATURADO!
 
António Reis Luz



publicado por luzdequeijas às 15:59
link | comentar | favorito

A REVOLTA DE UM POVO ENGANADO

Apesar de uma imprensa muito cordata, é só pegar nos jornais para ler afirmações responsáveis de socialistas e outras figuras conhecidas:

-“ Oiçam as pessoas na rua, tome-se o pulso do que se passa nas universidades, nos transportes públicos (...) e compreender-se-á que estamos perante um ingrediente com demasiadas componentes prestes a explodir.” Mário Soares

 

- As vozes que se ouvem na rua, nos transportes públicos, nos cafés, ainda que com toda a injustiça que por vezes acarretam, dizem que o tempo é agora de radicalidade e populismo. À crise económica junta-se, como sempre, a crise política. “ Henrique Monteiro

 

- Há um combate entre o sorriso de José Sócratres e a crise mundial. Nós temos um governo cinzento, morno. Os ministros não sorriem, não estão contentes com a vida. No meio, por cima ou ao lado, há sempre uma pessoa que tem sempre um sorriso até às orelhas, extraordinário. “ José Gil – Filosofo

 

António Reis Luz

publicado por luzdequeijas às 15:55
link | comentar | favorito

ALTA EFICIÊNCIA

Segunda-feira, 31 de Maio de 2010

CRITÉRIOS PARA "JOB FOR THE BOYS"

Constatação óbvia

Sócrates movimenta os seus quadros principais de duas maneiras:

a) Para o Governo vão os incapazes

b) Para as Empresas Públicas vão os capazes de tudo

Cópiaperfeita



publicado por luzdequeijas às 15:41
link | comentar | favorito

AS TROPAS DE CHOQUE DO PS

Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008
PENHORA OU BANCARROTA ESTÃO AÍ A CHEGAR!

Nada há como o tempo, para trazer a verdade de volta ! Há uns tempos atrás o Governo e as suas tropas de choque, que incluem alguns ministros preocupados em não perder o “ emprego “, arrasaram com baixeza e falta de sentido de Estado, Manuela Ferreira Leite ! Porquê ? Simplesmente porque ela avisou de que há momentos, em que é preferível perder um pequeno aumento do que perder o emprego. Referia- se ela, à situação difícil em que estavam milhares de PME portuguesas . Torcendo no seu jeito desonesto, as palavras ditas por MFL, as tropas do PS pró Sócrates, chamaram-lhe de tudo, a começar por ser uma pessoa sem sensibilidade social. Eles sim. Têm muita !

 

António Reis Luz

publicado por luzdequeijas às 15:32
link | comentar | favorito

PENSAMENTOS

"As más notícias de ontem parecem um bálsamo diante das más notícias de hoje. É assim quando se está num plano inclinado, é sempre pior, é sempre para baixo"

 

José Pacheco Pereira

publicado por luzdequeijas às 15:05
link | comentar | favorito

OS MUITOS AMIGOS DE PAULO CAMPOS

Descobriu-se esta semana que o poderoso secretário de Estado adjunto das Obras Públicas nomeou, nos últimos anos, dois antigos sócios para cargos na administração dos CTT, empresa que tutela e, a acreditar nas suas palavras, não percebe qual é o problema disso. Usando a linguagem evasiva típica de quem é apanhado a fazer o que não deve, Paulo Campos explicou na terça-feira que as nomeações se justificam pelo facto de os ex sócios terem "vasta experiência na área da gestão no sector público e privado bem como em multinacionais - ou seja, estão preparados para trabalhar em sector/área - e/ou pela sua experiência e conhecimento específico".

O que o secretário de Estado/amigo e/ou ex-sócio não explica, é quais foram os critérios específicos que levaram estes candidatos a conseguir os cargos e/ou empregos na administração de empresas ligadas aos CTT em detrimento de outros candidatos desconhecidos. ( ... )

 

SÁBADO

publicado por luzdequeijas às 14:47
link | comentar | favorito

A IGREJA CATÓLICA ESTÁ CHEIA


RSS  RSS

D. Jorge Ortiga critica “falta de verdade” nos centros de decisão

publicado por luzdequeijas às 14:42
link | comentar | favorito

PATRIMÓNIO AO FUNDO

 André Azevedo Alves @ 23:24
 
A centenária linha férrea será parcialmente submersa, numa extensão total de 16 quilómetros, por uma barragem que a EDP pretende construir na foz do Tua, próximo da sua junção com o rio Douro.Uma petição pela classificação da linha tinha sido entregue em Março passado ao Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (Igespar). O processo foi formalmente aberto no princípio de Setembro, instituindo, desde então, um perímetro de protecção de 50 metros em torno do eixo da linha férrea, em toda a sua extensão.Passados dois meses, o processo foi agora arquivado, com base num parecer da Secção do Património Arquitectónico e Arqueológico do Conselho Nacional de Cultura, segundo o anúncio do Igespar hoje publicado.

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades; ou, como bem escreveu, o João Miranda:A LINHA DO TUA não sabe nadar, iô! 

publicado por luzdequeijas às 12:31
link | comentar | favorito

.Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. O CONCEITO DE SERVIÇO PÚB...

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

.arquivos

. Fevereiro 2018

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. COSTA V.S MERKEL

. MANHOSICES COM POLVO, POT...

. " Tragédia Indescritível"

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub