Domingo, 15 de Março de 2009

Falta qualidade e sobra propaganda

Alterar tamanho de letra
 
15 Março 2009 - 00h00

Especial

Senhor Magalhães

Emigrado em França, José Jorge nem sonhava ser notícia em Portugal. É dele a tradução do programa de jogos com erros – uma tradução feita “na desportiva” para a filha de dois anos

Até ao domingo passado, José Jorge nunca tinha ouvido falar no Magalhães. Muito menos suspeitava que o seu nome aparecia associado à polémica em torno dos erros encontrados num dos programas do computador enquanto tradutor do programa GCompris. 'Recebi uma mensagem do meu irmão, em Lisboa. Dizia que estava a fazer as capas dos jornais. E não era por boas razões'.

A partir de Auch, uma pequena localidade próxima de Toulouse, a reacção incluiu mais gargalhadas do que aborrecimento: 'Deu-me para rir da situação, porque a minha tradução foi feita na desportiva'.

Passe-se a explicar a modalidade. Há dois anos, José Jorge, emigrado em França, limitou-se a traduzir a versão gaulesa do programa de actividades para crianças a pensar na filha mais nova. A ideia era desenvolver a língua portuguesa em casa, visto que há muito se apartou do idioma de Camões. 'Tenho o francês como primeira língua. Desde que saí de Portugal que não escrevo em português. Os erros que havia são erros por conhecer várias línguas. Misturei um pouco com o espanhol'.

Estava longe de pensar que a sua versão circularia pelas mãos de mais de 200 mil crianças portuguesas. 'Nunca soube que o GCompris ia ser inserido no Magalhães. Fui contactado em Outubro por pessoas da Caixa Mágica. Diziam que iam melhorar a tradução, mas nunca me enviaram a edição melhorada'.

Em comunicado de imprensa, a propósito da notícia avançada pelo semanário ‘Expresso’, a empresa de software Caixa Mágica esclareceu: 'José Jorge, o tradutor original, tem uma licenciatura em Filosofia e uma licenciatura em Informática, trabalhando neste momento em Tecnologias de Informação e sendo devidamente qualificado para a responsabilidade'.

A história não é bem assim, conta o próprio. José nasceu em Bordéus há 35 anos, filho de emigrantes. Com três anos, a família tentou a sorte em Portugal, instalando-se perto do Fundão. A experiência na Beira Interior durou apenas até José completar os 10 anos. 'Vivi em Portugal só até à quarta classe. Daí ter dito que o meu português era de quarta classe. Acharam que não tinha estudado mais'. Estudou, de facto, Filosofia, mas não terminou o curso. 'Estive lá apenas dois anos, depois deu--me para virar para a Informática'. Hoje é técnico informático na segurança social. Casado com uma francesa, pai de duas raparigas e um rapaz, com nove, seis e quatro anos, confessa-se 'instalado'. Melhor instalado que o programa GCompris.

'É um software livre, ou seja, a ideia é cada um poder participar na sua evolução, sem exigência de controlo de qualidade. Aliás, em 2000 não tinha sequer corrector ortográfico. Mas quando há um contrato entre o Governo e um fornecedor do Magalhães tem que haver um controlo e ele tem que ser pago. Não houve esse controlo de qualidade'.

IMBRÓGLIOS INFORMÁTICOS 

A denúncia foi feita pelo deputado independente José Paulo Carvalho. As instruções dos jogos educativos instalados no ‘Magalhães’ tinham erros ortográficos e frases mal construídas. Confrontado com a situação, o Ministério da Educação solicitou às escolas a retirada do software. Em relação aos computadores já distribuídos, a Direcção- -geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular concebeu um manual de instruções que permitiu a desinstalação de imediato.

Desde 23 de Setembro de 2008, o portátil luso para o primeiro ciclo foi entregue a mais de 200 mil crianças e oferecido aos chefes de Estado dos 22 países da última cimeira ibero-americana. Oito meses depois do seu lançamento, não se livra da colagem a episódios caricatos. Hugo Chávez deixou-o cair ao chão para testar a resistência. Em Torres Vedras, quase não desfilou no Carnaval. A réplica, com imagens de mulheres seminuas, foi alvo de uma ordem de tribunal. O humor acabou por triunfar e o ‘Magalhães-porno’ saiu à rua. O computador até teve direito a hino. Professores criaram músicas a louvá-lo e cantaram-nas em acções de formação. Foi também anunciado como o primeiro computador português. Não é, o original chama-se Classmate PC. Montado em Portugal, tirando o nome, o logótipo e a capa exterior, tudo o resto é idêntico ao produto que a Intel tem vendido desde 2006. Maria Ramos Silva   -   CM

publicado por luzdequeijas às 15:19
link | comentar | favorito

.Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. O CONCEITO DE SERVIÇO PÚB...

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

.arquivos

. Fevereiro 2018

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. COSTA V.S MERKEL

. MANHOSICES COM POLVO, POT...

. " Tragédia Indescritível"

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub