Segunda-feira, 23 de Agosto de 2010

O ISOLAMENTO DAS CRIANÇAS, NA SUA ALDEIA

A Natureza Pura

 

Slogan, SOCIALISTA: "As crianças não podem ficar isoladas nas aldeias"

 

Os estudiosos normalmente preocupam-se em analisar a acção e influência que o Homem exerce sobre o meio em que vive. Concordo e reconheço a importância desse conhecimento. Todavia a análise e o estudo do inverso não será menos importante, antes pelo contrário. A influência do meio ambiente sobre o Homem é decisiva na formação do seu carácter e da sua personalidade, nomeadamente no período da infância e adolescência. Depois fica, menos naqueles que renegam à sua origem.

O que se passa nos grandes centros urbanos é certamente diferente daquilo que se passa na vivência diária de uma aldeia. Nestas, não existem factores, como nas cidades, que desliguem ou afastem as pessoas da forte influência da natureza. Nas grandes cidades, talvez que sejam mais determinantes outros coisas como, clubes desportivos, associações culturais, cafés e o próprio ambiente familiar, onde as pessoas se refugiam, pois a rua é só o momento de passagem. No mesmo prédio de oito ou dez andares, frente, direito e esquerdo, as pessoas não se cumprimentam, se possível, toda uma vida, em que se encontram nas escadas ou elevador. A rua está minada de perigos, que deixam os pais cheios de ansiedade pelos filhos. As escolas são, hoje, antro de maldade e má vivência. Os alunos agridem os professores e estes, para sobreviverem têm de calar insultos, etc. 

 

O que quero mesmo realçar tem a ver com a vivência das pessoas que nasceram e cresceram numa aldeia, diariamente em convivência com a natureza e as outras pessoas que nela habitam. Todos se conhecem, estimam e respeitam. A rua aqui não é passagem é o espaço de liberdade. A história da aldeia lê-se nas suas pedras, nas casas, nas árvores e até, nos animais. Conhecer e ser reconhecido pelo cão que pertence ao vizinho, é normal. Algum estranho, tem curto espaço de manobra se vier por mal. Ao contrário, se vier por bem, é da família, entra e janta com ela. As pessoas da aldeia que morreram são sempre lembradas e aos que morrem, as pessoas ajoelham, respeitosamente, quando passa o cortejo fúnebre. Na cidade, nem se dá por mais um morto que passa.

Mas, acima de tudo, na aldeia a natureza é o amigo, mas também o desafio e a aventura. A rua é o espaço mais amplo, é a transparência, porque nela tudo é claro, mesmo quando chega o escuro da noite ou o frio das incertezas da vida. Toda a criança, sabe tudo àcerca de tudo, menos da sexualidade, que só passa a saber e conhecer quando abandona a aldeia, para longe continuarem os estudos.

É então que aprendem a sexualidade, não na escola, mas na rua com um filho na barriga aos 13 anos de idade. Também aprendem a violência, agora na escola, como o miudo de Mirandela que se afogou de mágoas! Claro o culpado é o porteiro e não a ministra !!!

Aí, nos grandes centros, a criança sofre as maiores agruras do começo da sua vida. Os desenganos, as falsidades, os rancores e os comportamentos mequinhos. 

Tenhamos humildade em reconhecer que grandes vultos da vida potugueses tiveram origem na brandura da vida aldeã. E, fujamos de muitos daqueles que se envergonham de nela estar a sua origem.

António reis luz   

 

publicado por luzdequeijas às 16:15
link | comentar | favorito

.Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. O CONCEITO DE SERVIÇO PÚB...

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

.arquivos

. Fevereiro 2018

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. COSTA V.S MERKEL

. MANHOSICES COM POLVO, POT...

. " Tragédia Indescritível"

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub