Quinta-feira, 8 de Maio de 2008

O CHAMAMENTO A FORMAR UM CASAL

 

 Apesar de não pedirmos para ser pessoas, na verdade todos somos chamados a sê – lo .
É deste modo que entramos na estrada da vida e nela vamos saltitando até à nossa juventude, de aprendizagem em aprendizagem de experiência em experiência, para uns de forma mais fácil e harmoniosa para outros, desde logo, por agrestes desfiladeiros.
Cedo ou tarde para quase todos chegará um dia “ O Chamamento a formar um casal” .
Antes porém terá surgido em nós uma enorme força que nos impele a procurar algo sem o qual não conseguimos sentir-nos um todo, uma obra acabada. Falta-nos seguramente uma parte complementar, aquela parte complementar que não sendo só amizade contém também um apelo da natureza fecunda e criadora muito poderoso.
Falamos de uma força aberta à geração dos nossos futuros filhos através da qual iremos dar, a dois, a nossa colaboração à continuidade do mundo em que vivemos.
Nasce assim uma relação conjugal e familiar que mais não é do que o elo de ligação entre os nossos antepassados e todos os nossos vindouros.
Nessa cadeia uns vão partindo para Deus finda a sua missão em complementaridade de casal, enquanto outros vão chegando para lhe darem continuidade.
Enquanto essa missão a dois dura na Terra, como se fundamenta ela ? E de que se alimenta ?
Primeiro que tudo fundamenta-se num sentimento de amor verdadeiro, não desse amor egoísta espalhado pelo mundo ou doutro amor falso e libertino, dado agora e abandonado logo a seguir. Pelo contrário, o verdadeiro amor em que se fundamenta é a fonte da paz e da ordem espiritual e simboliza uma herança que a humanidade compartilha em família e que é o poder de Deus, porque é Nele que tem a sua raiz.
É um amor tão misterioso que quanto mais se dá, mais abundante se torna e as suas cores centrais são a harmonia e unidade envoltas em paz e felicidade.
Este verdadeiro e misterioso amor de que falamos é encontrado pelo Homem e pela Mulher no casamento. A vida de casado é o caminho para o Homem e para a Mulher se amarem e amarem os seus pais, filhos ou netos e amando também toda a humanidade.
Diria finalmente que o matrimónio é a cerimónia pela qual abrimos as portas e entramos no palácio da felicidade, porque o amor conjugal transcende o tempo e espaço e é a verdadeira felicidade e a dimensão mais importante da vida humana terrena a caminho da vida eterna.
 
António Reis Luz      
publicado por luzdequeijas às 21:24
link do post | comentar | favorito
|

.Relógio

.Contador

Design Logos

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

. O REGRESSO AOS VALORES

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. " Tragédia Indescritível"

. O segredo

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

. LIÇÕES PARA QUÊ?

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds