Sábado, 11 de Outubro de 2008

Portugueses em Foco.

luzdequeijas.blogs.sapo.pt/">luzdequeijas

 

No Luxemburgo

Este país é dos países mais ricos da UE ! A população portuguesa representa 16% de toda a população e 50% da população estrangeira ! Isto prova a capacidade dos trabalhadores portugueses e o seu civismo, enquanto alguns pretendem colocar em cima deles, o atraso de Portugal. É um país que se preocupa em criar riqueza que a todos beneficia ! Em Portugal o trabalho não está virado para a criação de riqueza, mas, tão somente para aumentar a riqueza de alguns ! A Irlanda, acaba de mostrar as suas fragilidades na economia que o PM pretende retratar a papel químico em Portugal.

 

O Mito do Investimento no Ensino Superior Público em Portugal

Sendo importante , está longe de ser decisivo para a criação de riqueza !

É frequente vermos em cartazes, manifestações e em todo o tipo de propaganda das Associações Académicas deste País a relação directa entre investimento na educação e desenvolvimento económico... É frequente até compararem o nosso país com a (vaca sagrada da) Irlanda...

Dizem que a Irlanda tem um desenvolvimento Económico surpreendente única e exclusivamente por ter investido em força no ensino superior público...

Ora nada poderia ser mais Falso...

Se este tipo de raciocínio fosse verdadeiro então como se explicaria que um dos países da União Europeia economicamente mais desenvolvidos e com o maior PIB per capita da Zona Euro, o Luxemburgo, não tenha uma única universidade!?!?!

A resposta é simples, é barata e dá (verdadeiramente) milhões (como se pode confirmar pela pujança económica destes dois países):

É que enquanto que a Irlanda e o Luxemburgo aparecem em, 3º e 4º lugar respectivamente do Índice de Liberdade Económica deste ano, Portugal por sua vez aparece em 30º lugar...

Só a título de exemplo enquanto que o IRC na Irlanda é de 15%, em Portugal este mesmo imposto é de 25%...

Assim sendo, facilmente se compreenderá que a resposta para o desenvolvimento económico do nosso país não passa por mais, mas sim, por menos investimento público... Em suma por um Estado mais magro e menos intervencionista que não consuma através dos excessivos impostos os recursos que os privados necessitam para investir e criar riqueza no nosso país...
Educação no LUXEMBURGO

População escolar
Para o ano de 2002/2003 a população escolar total do Luxemburgo ascendia aos 100.861 alunos repartidos da seguinte forma: 3215 na educação precoce (3,8%); 11576 no pré-escolar (11,4%); 34081 no ensino primário (33,7%); 12637 no ensino secundário geral (12,5%); 22093 no ensino secundário técnico (22%); 694 na educação diferenciada (0,6%); 4619 na formação profissional (4,5%); 11946 na formação de adultos (12%).
Importa especificar que 253 dos alunos que frequentam o ensino primário estão inseridos numa modalidade de ensino especial que se distingue por ser composta por um conjunto alternativo de aulas de acolhimento e apoio educativo (ver Currículos).
Sistema de avaliação
Durante os 11 anos de ensino obrigatório não existem exames nacionais. No ensino primário há uma avaliação contínua feita em determinados grupos de disciplinas e uma avaliação sumária mais alargada versando áreas curriculares, realizada através de testes periódicos geralmente escritos.
A passagem do ensino primário para o ensino secundário inferior depende da apreciação dos resultados do aluno por um conselho de orientação a quem cabe ainda o papel de elaborar um relatório de apreciação sobre a via de ensino mais adequada para o aluno seguir os seus estudos. A retenção no 6º ano pode acontecer em casos excepcionais por ordem do conselho e com o consentimento dos pais.
No ensino secundário superior (pós-obrigatório) a avaliação baseia-se na realização de testes por período a todas as disciplinas. A obtenção dos diplomas de conclusão do ensino secundário superior geral e técnico e dos certificados de fim de estudos profissionais implicam a realização de exames ao nível nacional. Dos alunos que no final do ano lectivo de 2002/03 se candidataram à obtenção do diploma de fim de estudos do ensino secundário geral, 13,4% não teve sucesso; no ensino secundário técnico essa percentagem é de 22% ; no ensino secundário profissional 20% dos alunos não conseguiram obter o certificado.

A Comunidade Portuguesa no Grão-Ducado do Luxemburgo .

As estimativas mais recentes sobre a Comunidade Portuguesa residente no Luxemburgo apontam para 80.000 pessoas, 16% da população total do país e 50% da população estrangeira.
O número de portugueses que se tem fixado no Luxemburgo tem vindo a aumentar. Nos últimos 20 anos, a população portuguesa terá duplicado, estimando-se que, a partir de 2003, tenham entrado cerca de 3.000 pessoas em cada ano, constituindo-se como a comunidade com o maior fluxo de entradas.
Anualmente, registam-se cerca de 1.200 nascimentos na Comunidade.
A população portuguesa distribui-se por todo o território luxemburguês, concentrando-se principalmente na zona sul, designadamente no cantão Esch-sur-Alzette (35,6%) e na cidade do Luxemburgo (23,28%). Porém, as maiores densidades populacionais portuguesas são observadas na região nordeste, por exemplo nas comunas de Larochette, Bettendorf, Schiren e Echternach, representando respectivamente 77,04%, 76,03%, 68,70% e 66,04% do total da população daquelas comunas.
Quanto à análise por regiões de origem de residência, observa-se que a população portuguesa era proveniente de todas as regiões de Portugal continental, com principal destaque para os distritos de Coimbra, Braga, Vila Real, Viseu, Porto, Lisboa, Aveiro, Leiria, Guarda e Bragança.
A população activa portuguesa (o segundo maior grupo estrangeiro, a seguir aos franceses) trabalha, maioritariamente, por conta de outrem e, por ordem de grandeza, sobretudo nos sectores da construção civil e obras públicas, serviços domésticos, hotelaria, restauração, agricultura, indústrias diversas e serviços (bancos e seguradoras).
Existem actualmente mais de 80 associações, federações e confederações registadas como estruturas associativas ou com estatutos próprios no seio da Comunidade Portuguesa, das quais cerca de um quarto na cidade do Luxemburgo e as restantes sobretudo nas comunas de Esch-sur-Alzette e Differdange.
António Reis Luz




 

publicado por luzdequeijas às 21:42
link do post | comentar | favorito
|

.Relógio

.Contador

Design Logos

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

. O REGRESSO AOS VALORES

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. " Tragédia Indescritível"

. O segredo

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

. LIÇÕES PARA QUÊ?

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds