Terça-feira, 6 de Maio de 2008

A GLOBALIZAÇÃO e as QUOTAS DOS PARTIDOS

 

Pode parecer absurdo o título mencionado acima, mas talvez não o seja. Os desafios de hoje para qualquer país, de qualquer continente, são tremendos. Quanto às quotas dos partidos veremos mais à frente....  .

Ainda mais, como se não bastassem os desafios da globalização, temos pela frente o choque da crise financeira mundial, de contornos ainda por definir.

 

Esquecer que a História não começou com a nossa geração nem irá morrer com ela é mau. As nossas convicções têm de englobar o respeito por aqueles que partiram e mais um (sacrifico ?) adicional a favor dos vindouros.

Desgraçadamente quem vive para hoje, por reflexo, ignora o amanhã. Pouco produz e muito consome.

 

As batalhas põem-se a todos os níveis, mas muito principalmente a favor de uma nova e mais  exigente cidadania.

É, em minha opinião, esta postura que deve ser exigida à nossa classe política que, de uma forma sábia, terá de moldar uma nova mentalidade em si própria e na sociedade civil, sem nunca menosprezar os atritos decorrentes, como fez o actual governo, quando confrontado com a grande massa humana de professores  que desceu a Avenida da Liberdade e encheu a Praça do Comércio.

 

A palavra de ordem será de mudança, mas em respeito pelo passado e preparando o futuro. Difícil é, mas não há outro caminho.

Dada a impossibilidade de mudar de povo, urge começar por mudar frontalmente os partidos e a classe política que temos, para que estes façam o resto.

Tal ” classe política” de hoje, é dona e senhora dos partidos e do país. O resultado da sua acção pode ser avaliada pelo estado em que ele se encontra. À beira de uma explosão social e em crescendo de movimentos independentes.

 

Dez ex-secretários gerais de um partido protestaram contra as alterações às regras do pagamento de quotas nesse partido, falando mesmo em “ameaça à sua democracia interna”.

Seria isto importante se até agora tivéssemos vislumbrado dentro dos dois maiores partidos nacionais, transparência em toda a sua vida interna.

 

Fala-se muito das decisões tomadas por um “ Aparelho” que nunca é referido nos estatutos, nem ninguém, dentro ou fora dos partidos, sabe por quem é constituído. Ninguém sabe também quais os critérios que conduzem à escolha dos candidatos a sufragar em actos eleitorais, que todo o país paga a peso de ouro.

 

Mais, é indesmentível que nos maiores partidos não há qualquer discussão política ou ideológica. Tão pouco abordam os reais problemas da sociedade.

A degradação da confiança do povo no nosso regime político é por demais conhecido do país, embora a classe política finja ignorar.

 

Os partidos, pagos com o dinheiro do povo, têm na mão todo o seu pulsar ; educação, saúde, economia, legislação, costumes etc. Então quem faz a sua avaliação, como eles querem, e bem, fazer aos professores?

O povo nas urnas? Claro que não, ele limita-se há amostragem de “cartões amarelos” sem quaisquer consequências ! A alternância assegura a continuidade!

  

É pois importante refazer toda a classe política e os partidos no seu funcionamento interno.

E aqui as quotas não são um problema menor. Servem, antes de mais, para medir o interesse dos militantes para com a nobreza da causa que voluntariamente quiseram abraçar. Abolição de quotas ? Nunca. Com as estruturas locais existentes nos partidos, há que fazer guerra sem quartel aos caciques, fonte de toda a indignidade dentro deles.

Num regime político feito com estes partidos o seu funcionamento tornou-se no cancro da nossa democracia, obrigando muita gente de bem, honesta e competente, a afastarem-se da vida política, onde muita falta estão a fazer.

 

António Reis Luz

 

 

publicado por luzdequeijas às 22:03
link do post | comentar | favorito
|

.Relógio

.Contador

Design Logos

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

. O REGRESSO AOS VALORES

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. " Tragédia Indescritível"

. O segredo

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

. LIÇÕES PARA QUÊ?

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds