Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2013

LUTAR CONTRA

Os Moinhos - Pensa-se que os primeiros moinhos de vento foram construídos na Pérsia e o seu sistema mais tarde aproveitado pelos árabes.

Foram então trazidos para a Europa pelos cruzados que tomaram conhecimento da sua existência aquando das suas viagens pelo Oriente e pouco a pouco, o moinho foi sofrendo alterações que variam de região para região consoante as características geográficas e culturais de cada povo. Nos séculos XI a XIII este tipo de construção propagou-se pelo velho continente.

 

 

 Moinhos de Vento 

com marco geodésico

 

Actualmente o estado da maioria destes nossos históricos imóveis encontra-se muito degradado, mas, felizmente, já temos alguns recuperados.

Há, assim, uma tendência de inversão nesta situação, julgo até que o moinho mais próximo da Escola Professor Noronha Feio, que encerra um marco geodésico no seu interior e está situado numa elevação rodeada ainda da vegetação típica desta área, bem poderia ser recuperado e destinado a uma última reserva de várias espécies, quase em extinção numa freguesia, que foi tão rica em caça.

Desde lebres e coelhos bravos, ouriços, perdizes, codornizes etc. que fizeram as delícias dos caçadores vindos de todos os lados, incluindo o rei D. Miguel, aqui poderiam viver no seu normal habitat e serem visitados pelos alunos das escolas da freguesia e da região.

Reconstruído na sua velha dignidade, permitiria que este espaço actualmente pertença da CMO, pudesse levar as gerações de hoje a uma viagem ao passado perdido da sua terra.

Para as tarefas de recuperação são necessários conhecimentos de "molinologia", para que de uma forma consciente, não se destrua um património com centenas de anos.

Nesse sentido, é forçosa fazer-se o levantamento arquitectónico de cada moinho e das suas fazes de construção, para que a sua traça original se mantenha. 

Todo o trabalho de reconstrução pode levar um ou dois anos a fazer e os seus custos ascenderem a muitos milhares de euros.

Aqueles que Queijas já tem reconstruídos, por vontade dos seus proprietários, têm finalidades diversas sendo um deles o " Moinho D' El Rei", que está a funcionar como habitação.

Outros poderão ter projectos integrados de desenvolvimento regional, ligados à recuperação da paisagem tradicional, à criação/reconversão de emprego  ( como restaurantes etc.) e à criação de instrumentos de apoio pedagógico para a comunidade escolar e famílias, como atrás se refere.

Nunca D. Quixote poderia adivinhar, os preços e a procura que os moinhos de vento viriam a atingir. Mais caros que as próprias casas de habitação!

Os nossos, mesmo que possam vir a funcionar para outras finalidades, lembrar-nos-ão sempre os cereais que a nossa terra produzia e os produtos de moagem que, em conjunto com a panificação, foram sempre actividades de grande expressão na vida rural de Queijas.

Neste velho lugar cimeiro, vinha predominando o pequeno e médio comércio, alguns serviços e algumas pequenas unidades industriais.

Aqui se situavam por exemplo uma unidade de fabrico de sinais de trânsito com alguns operários, a Tunális com doze a quinze operários na construção de  barcos pequenos, naturalmente mais para desporto, a Escodel de trabalhos de ferro com duas dúzias de operários e sobretudo a Tornearia de Metais - ou Fábrica dos Parafusos, na qual trabalhavam aproximadamente 500 pessoas, entre homens e mulheres.

 

publicado por luzdequeijas às 19:46
link do post | favorito
|
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Relógio

.Contador

Design Logos

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

. O REGRESSO AOS VALORES

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. " Tragédia Indescritível"

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

. LIÇÕES PARA QUÊ?

. POR QUE OS PIORES

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds