Quinta-feira, 22 de Maio de 2008

Covadonga e a Alma Lusitana

 

Covadonga, é uma vila no noroeste de Espanha, perto da montanha dos Picos de Europa, e que representa o ponto mais a norte da ocupação dos mouros. Foi daqui que se iniciou a reconquista dos cristãos ibéricos que venceram uma batalha contra os Mouros, cerca dos anos 718 e 725. Esta foi a primeira vitória do Cristianismo ibérico sobre os mouros ocupantes, que ganhou um significativo simbolismo. Actualmente é um santuário.
A reconquista aos Mouros iniciada em Covadonga foi a origem da reconquista dos territórios ocupados pelos Mouros e que hoje são Portugal . A Independência de Portugal e da civilização Ocidental.
 
  
                            A Gruta de Covadonga
 
A reconquista total haveria de se consumar com a expulsão dos muçulmanos progressivamente empurradas para sul, até à tomada de Granada pelos Reis Católicos.
Muitos séculos se passaram, os quais permitiram a consolidação na península ibérica e em toda a Europa de uma cultura a que mundialmente se chama de Ocidental, com raízes profundas no cristianismo.
Hoje, e depois de um enorme e insistente fervor ateísta assistimos, impotentes, a uma transformação subtil e perigosa levada a efeito por algumas correntes radicais a favor de uma desconstrução da nossa cultura europeia e ocidental ! Com isso, todas as sociedades ocidentais estão a entrar em perda de harmonia estrutural, logo de solidez. E, por via disso, tais autores, com a sua actuação, estão a comprometer o presente e o futuro desta nossa milenar civilização.
Tais correntes radicais são certamente o “expoente máximo” de um bem - estar social a que chegou esta nossa cultura. Tal bem – estar social é considerado, por esses radicais, como escasso e um dado adquirido, num mundo de hoje repleto de incertezas no futuro ! Daí partirem para devaneios de convicções absurdas, sempre, em continuado e feroz ataque aos valores reconhecidos como fundamentais na nossa cultura !
Os sistemas de ensino entraram, em Portugal, numa desencantada e vazia fonte de aprendizagem igualitária, não dando aos alunos uma perspectiva real da cultura que nos trouxe até aqui, perdendo-se até, ultimamente, em quixotescas preocupações “Abrilistas” referenciadas em “figuras” de um passado recente, bem pequenas e irrisórias quando comparadas com uma larga visão de um mundo, de um país e de uma civilização de milhares de anos.
Nunca tais racionalistas radicais poderão entender a grandeza de gente muito anterior ou posterior à reconquista cristã que, muito para lá da barriga e do conforto, se preocupou essencialmente em desvendar os segredos da natureza, do Homem e do universo, procurando descobrir o seu lado espiritual e superior.
São dominados por um idealismo, primeiramente marxista e, mais recentemente com a queda do muro de Berlim, por um sentimento a que chamam de socialista e de esquerda. Sem saberem, ao certo, o que isso é ! Ou como pode funcionar, em termos de economia e sociedade! Os ataques desferidos têm como alvo, os patrões, a escola privada, a sociedade civil, a civilização ocidental, os americanos e a igreja católica ! Os valores essenciais !
Eles são racionalistas dogmáticos para quê e porquê dar educação? importa é que sejamos todos iguais! O mérito é uma falácia ! Resultado : burocracias governamentais gigantescas, tendem a impor uma ortodoxia de esquerda, que vem minando os valores da nossa civilização. O proteccionismo estatal que defendem é o privilégio dos ricos ! E da classe governante !
A “Alma Lusitana”, robustecida na Gruta de Covadonga é uma coisa bem diferente. É o amor à liberdade individual e à democracia. É a defesa de uma classe média quanto maior melhor. É um Estado pequeno mas muito funcional. O outro , o esbanjador, é aquilo que não queremos, porque para ele existir temos de andar seis meses, por ano, a trabalhar para o sustentar! Porque sabemos que é ele que não deixa que a nossa economia cresça e seja competitiva ! Que faça frente às economias emergentes que nos podem sufocar.
O défice das contas públicas não nasceu agora, agravou-se e fez-se “ monstro” quando em 1995 o partido socialista ocupou o poder. Foi o pântano de má memória ! Quando a óptima conjuntura económica internacional permitia pôr em prática as reformas estruturantes, sem causar sofrimento ao povo
Queremos impostos baixos, que permitam à nossa economia ser internacionalmente competitiva sem mandar o ónus para cima da precariedade laboral dos trabalhadores e das suas famílias. Queremos uma sociedade civil forte e controladora do Estado e não o contrário, como acontece agora ! Um Estado dominador origina sempre uma sociedade civil fraca e uma democracia totalmente inquinada e desvirtuada. O centralismo é o pai das ditaduras .
António Reis Luz
 
 
                                                                                            
publicado por luzdequeijas às 11:56
link do post | comentar | favorito
|

.Relógio

.Contador

Design Logos

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

. O REGRESSO AOS VALORES

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. " Tragédia Indescritível"

. O segredo

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

. LIÇÕES PARA QUÊ?

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds