Terça-feira, 13 de Maio de 2008

Movimento de Cidadãos Independentes

 

 
Graças à alteração que o PS aprovou ( 2006 ) na Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, com a abstenção da oposição, certas e determinadas ligações em que os deputados participem, não serão de descriminar no registo de interesses dos políticos !
 
A surpresa vem exactamente da protecção ao segredo que, ele mesmo, faz funcionar o “ famigerado sistema “.
 
Já havia sido, segundo parece, por influência do Ex – Presidente da República, Jorge Sampaio, que foi legislado o recurso dos cidadãos a criarem Movimentos de Cidadãos Independentes nas eleições autárquicas .
Muita gente acreditou, muito sinceramente, que a abertura às candidaturas de INDEPENDENTES, poderia vir refrear este terrível salto do país para o suicídio, em consequência da desastrosa actuação dos partidos . Pobres criaturas !
 
Pobres porque quando falam do “sistema” falam do poder paralelo a que muita gente dá apoio, ingenuamente, ou não. Fala-se de forças ocultas, de grandes interesses pessoais ou de grupos pecaminosos, também de pequenos favores que vão minando a credibilidade dos que andam na política!
Gente infiltrada nos sindicatos, nas empresas, na Administração Pública, nos partidos, nas escolas, no futebol, nas igrejas, enfim assumem-se como uma divindade de polaridade negativa que, como o ar, somos obrigados a respirar ! Tal polaridade corrói os princípios basilares de uma sociedade democrática, os valores que se julgam inerentes a uma humanidade digna e constitui - se numa grande perigosidade, terrivelmente devastadora, montando todo o tipo de corrupção e ilícito.       
 
Porém, é na vida autárquica que o sistema se movimenta mais perto dos cidadãos, e onde os políticos de serviço, são escrutinados diariamente por estes. É aqui que sem ler os jornais, ou ouvir os telejornais, muito antes disso, o povo detecta os mínimos sinais de riqueza exterior nos políticos de proximidade. É aqui que o mesmo povo se interroga da razão de certas pessoas, vestidas de políticos, sem méritos abonados, constarem sempre das listas eleitorais . Curiosamente, muitas vezes, sem assumirem a liderança !
Naturalmente que em tudo isto e muito mais, o pernicioso “ sistema” veste a pele dos partidos políticos, numa hábil e subtil rede de complexos comportamentos e atitudes que se harmonizam entre os vários partidos, colocando em secundaríssimo plano as disputas partidárias.
 
Sentiu – se, muito sinceramente, que a abertura às candidaturas de INDEPENDENTES, poderia vir refrear este terrível salto do país para o abismo. Triste desengano!
Os termos da lei aprovada limitam – se à formação dos movimentos e à sua actividade até ao acto eleitoral ! E depois ?
Com independentes autarcas eleitos, que precisam de apoio como os partidos, estes já não têm cobertura legislativa !
Com a imaginação fértil do português, logo se descobre e recorre à constituição de uma qualquer associação local .
 
Três tipos de candidatura passaram a ser possíveis para o poder local ; partidos, coligações de partidos e grupos de cidadãos Independentes.
Chegados aqui será obrigatório perguntar ; qual a diferença entre um partido político/ coligação e um movimento de independentes ? Qual a vantagem do aparecimento destes?
 
Para quem acreditou que eles fariam a diferença, para melhor, e forçariam os partidos a uma desejável mudança de comportamento político, resta – lhe a desilusão.
Tirando um ou outro caso, os independentes nada trouxeram, antes pelo contrário !
Deram cobertura aos descontentes partidários e tornaram – se simples prolongamentos dos partidos ! Ou seja, foram ocupados por gente afecta ao sistema ! E só !
Tudo piorou, porque em vez de o sistema viver das sensibilidades dos partidos, passou a viver das sensibilidades de um grupo independente que gira, obrigatoriamente, em função de um líder forte e carismático .
É este líder que vai comandar uma câmara, uma Junta e, praticamente sem oposição, estabelece uma indesejável promiscuidade entre órgãos que por lei são independentes ! Câmaras e Juntas !
Se tiver existido a tentação de nomear um candidato como líder , pela sua boa imagem junto da opinião pública, mas tal candidato não estiver dentro do sistema, então, rapidamente ele deixará de comandar por ser cilindrado por pessoas que de independentes nada têm !
O verdadeiro independente fica rápidamente a falar sozinho !
Provavelmente nem será convidado a fazer parte da associação de independentes necessariamente criada para dar continuidade ao trabalho dos eleitos.
Forçoso será concluir que, os auto – proclamados movimentos de cidadãos independentes, de independentes nada têm !
Nunca irão melhorar o péssimo desempenho dos partidos por estarem inquinados das mesmas maleitas !
Do MCI pioneiro neste concelho, o cabeça de lista e seu promotor foi afastado . Era talvez o único independente. Os seguintes ( 4 ) na lista foram repescados e feitos políticos. Porquê ?
Talvez com um pouco de atenção, os leitores possam descortinar algum caso evidente daquilo que se acaba de explanar. Depois é só pensar um pouco e concluir :
 
-          Os movimentos independentes servem pessoas não a população. São o prolongamento dos partidos e sofrem do mesmo mal.
-          As Associações dos mesmos são “ Um Nado - Morto”. O futuro vai demonstrá-lo.
 
O “ sistema” não perdoa aos verdadeiros independentes, os outros, mais dia menos dia, é vê-los a falar alto ! É o Portugal que temos ! Os resultados estão à vista !
 
António Reis Luz
publicado por luzdequeijas às 12:53
link do post | comentar | favorito
|

.Relógio

.Contador

Design Logos

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. MUDAR SÓ POR MUDAR.

. CENTRO DE DIA DE QUEIJAS

. ALMOÇO MUITO INDIGESTO

. FUMO BRANCO E NEGRO

. ENDIVIDAMENTO PÚBLICO E P...

. A POLÍTICA COR-DE -ROSA

. OS QUATRO IMPÉRIOS

. O ASSOCIATIVISMO

. DOUTOR DA MULA RUÇA

. A CLASSE MAIS CASTIGADA

. AS VITIMAS DA CIGARRA

. O NOSSO ENTARDECER

. A SACRALIDADE DA PESSOA H...

. SABER TUDO ACERCA DE NADA

. A NOSSA FORCA

. A MORTE ECONÓMICA

. GERAÇÃO DE OURO

. OS TEMPOS ESTÃO A MUDAR

. SEDES DE RENOVAÇÂO “

. 200 000

. DO PÂNTANO A SÓCRATES

. O ESTADO PATRÃO

. A MENTIRA

. O SILÊNCIO DOS BONS

. ARMAR AO PINGARELHO

. ENSINO À DISTÂNCIA

. A CIÊNCIA DO BEIJO

. A VERDADE PODE SER DOLORO...

. COSTA V.S MERKEL

. PROTEGER O FUTURO

. RIQUEZA LINCUÍSTICA

. A MÃO NO SACO

. DOUTRINA SOCIAL CRISTÃ

. GRANDE SOFRIMENTO

. IMAGINEM

. LIBERDADE COM SEGURANÇA

. COSTA CANDIDATO

. DEBATES PARTIDÁRIOS NA TV

. NA PÁTRIA DO ÓDIO

. PORTUGAL, UM PAÍS DO ABSU...

. NÓS, NÃO “PODEMOS”

. CIVILIZAÇÃO Pré-histórica...

. AS REGRAS DA VIDA REAL

. UMA SAUDÁVEL "LOUCURA"

. UMA SOCIEDADE SEM "EXTRAV...

. O MUNDO DOS ANIMAIS

. A CRISE NO OCIDENTE

. O POVOADO PRÉ-HISTÓRICO D...

. AS INTRIGAS NO BURGO (Vil...

. O REGRESSO AOS VALORES

.arquivos

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favorito

. Sejamos Gratos

. OS NOSSOS IDOSOS

. CRISTO NO SOFRIMENTO

. NOTA PRÉVIA DE UM LIVRO Q...

. SEMPRE A PIOR

. MEDINDO RIQUEZAS

. A LÁGRIMA FÁCIL

. LIÇÕES PARA QUÊ?

. POR QUE OS PIORES

. UM DIREITO CONSTITUCIONAL...

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds